Mad Max: Estrada da Fúria nunca foi lançado nos cinemas chineses por causa da limitação a estreias estrangeiras no país e também por ser violento e ousado além da conta para os padrões locais. Mas isso não é problema, pois os chineses agora têm Mad Shelia!

Comandanda pelo diretor Lu Lei, a história acompanha a saga de Xi Liya (Fu Xiao), em inglês Celia Shelia – palavra sinônimo de “mulher” na Austrália -, espécie de vingadora do deserto que trava uma guerra contra bizarros caçadores de virgens. Ao menos é o que parece.

Lançado lá diretamente em VOD nesta sexta, Mad Shelia é a primeira parte de uma trilogia que já foi inteiramente filmada. Produzidos por um estúdio de Pequim, os longas foram rodados na Mongólia Interior ao longo de oito meses.

Os cineastas chineses têm gostado de copiar sucessos estrangeiros. Zootopia, Cinquenta Tons de Cinza e Velozes & Furiosos foram refeitos recentemente e, até agora, o único processo conhecido é o movido pela Disney contra The Autobots, “inspirado demais” em Carros.