É estranho ver um dos nossos atores favoritos de comédia em um filme de drama, mas Owen Wilson não decepciona  em um filme que não é recomendado para quem tem problema de coração.

Horas-de-Desespero4-300x200 Crítica - Horas de desespero (No Escape)O filme conta a história de um trabalhador americano que foi transferido para um país de terceiro, ou melhor, de quarto mundo em algum lugar da Ásia. Um dia após Jack Dwyer (Owen Wilson), a mulher e as duas filhas desembarcarem no misterioso país, começa uma guerra civil, onde o objetivo principal dos “terroristas” é eliminar os estrangeiros do seu país. A partir dai o filme fica tensa e emocionante, a família ainda conta com a ajuda de Hammond (Pierce Brosnan) – Claro! Com um ex-007 no time, tudo fica mais fácil – em sua jornada para deixar o país.

Com uma trama clichê e simples, o diretor John Erick Dowdle surpreende com o  trabalho realizado no filme. O clima de tensão e as cenas de ação, com direito a explosão de helicóptero, saltos de prédios e muita, mas muita câmera lenta deixa o telespectador ainda mais empolgado. Se for desespero que você procura, prepare o seu coração, pois “Horas de desespero” da conta do recado.