A Exposição “O Mundo de Tim Burton” estreou na última quinta-feira (04/02) no Museu da Imagem e Som em São Paulo. A mostra do cineasta norte-americano Tim Burton reúne cerca de 500 itens originais das obras do diretor e ficará em cartaz até dia 15 de maio.

Enquanto se forma a fila para entrar na exposição, é visível a ansiedade de todos. A porta de entrada com formato de um monstro de boca aberta que “engole” os visitantes aumenta ainda mais a vontade de ver esse mundo todo estranho e único. Eu por exemplo, parecia uma criança prestes a entrar em um parque de diversões!

1-1024x575 Especial | O Mundo de Tim Burton - A exposição

A exposição é dividida em etapas que apresentam algum tipo de sentimento do autor. No início todos são direcionados ao segundo andar e logo se surpreendem com uma máquina giratória que mostra as expressões do personagem Jack Skellington (O Estranho Mundo de Jack). Esta primeira sala traz o tema “Terror! Humor”, expondo uma série de desenhos e obras que mostram a interação de comédia e grotesco. Você é convidado a observar, por exemplo, partes humorísticas e macabras da série “O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias”. Nesta parte você estará embaixo de uma mesa enquanto monstros se alimentam nela!

Para descer até o primeiro andar, local da 2ª parte, existe um meio bem mais divertido que escadas: um escorregador que o leva até a sessão “Felicidade”. Esse tema está  presente em filmes como “Peixe Grande” retratando um conflito entre a imaginação e o ceticismo. A primeira coisa que se nota na sala é um ser azul gigante com cicatrizes e vários olhos curiosos (projeto para um desfile de ação de graças desenhado para Loja Macy’s). Quadros como “Menina Azul com Vinho” e “Cercado” são expostos juntamente com uma série de cópias polaroides, entre elas, fotos dos bonecos de O Estranho Mundo de Jack.

Sugestão: aproveite bem o andar de cima, pois a equipe já avisa que não tem volta!

IMG_7169-1024x575 Especial | O Mundo de Tim Burton - A exposição

Seguindo o corredor, entramos na sessão “Angústia/Melancolia” marcada por pensamentos profundos e pessoais de Tim Burton. É possível identificar autorretratos do diretor e detalhes de personagens da animação “The world of Stainboy”, como o menino robô que é representado em uma escultura com olhos que acendem e uma cabeça que chega a dar sustos em quem está por perto.

“Encantamento” é o tema que Tim Burton usa para exprimir o sentimento que tinha por seus heróis de infância. São expostas algumas de suas obras iniciais: produções em super-8 (ex: Homens das Cavernas), ilustrações para um livro infantil (“The Giant Zlig”). É notável as referências de filmes que influenciaram Burton, como os clássicos de terror estrelado por Vincent Price.

IMG_7174-1024x575 Especial | O Mundo de Tim Burton - A exposição

No corredor que leva à sessão “Projetos não Realizados” há vários desenhos encantadores em cadernos e guardanapos que trazem alguns de seus personagens. Ali é inevitável imaginar Tim Burton em um bar ou restaurante tirando uma caneta para desenhar algo com urgência que surge em sua mente. Após o corredor, as obras que o diretor havia começado e por algum motivo foram interrompidas são expostas nos telhados de pequenas casas. O projeto que chama mais atenção é “Trick or Treat” que já havia sido representada lá no começo da exposição com os monstros comendo na mesa. Alguns desenhos deste trabalho trazem semelhanças com a cidade do filme “Edward Mãos de Tesoura” e o lugar em que Tim Burton passou sua infância.

IMG_7166-168x300 Especial | O Mundo de Tim Burton - A exposiçãoNo caminho da parte final da exposição há um corredor com alguns monstros “brilhantes”: não se esqueçam de espiar pelos olhos deles algo escondido!

Próxima e última parada: Filmografia. Essa deve ser a sessão mais esperada por todos. É nela que se encontram os desenhos, storyboards, pinturas, vídeos, esculturas dos filmes mais aclamados pelo diretor. O curta “Vincent” (1982) e “João e Maria (1983) são apresentados em duas telas ao lado de desenhos sobre as obras. Há protótipos de personagens de “Os Fantasmas se Divertem” (1988), “O Estranho Mundo de Jack” (1993), “Marte Ataca!” (1996), “Noiva Cadáver” (2005) e “Frankenweenie” (2012). Três Oompa-Loompas vão roubar sua atenção por parecer que estão prestes a se mexer e começar a cantar.  A carta que Tim escreveu para Johnny Depp pedindo opinião sobre umas das falas engraçadas ditas por Willy Wonka em “A Fantástica Fábrica de Chocolate” (2005) também está na parede do museu.

Vários desenhos e pinturas dos filmes de Tim Burton estão juntos em um lugar só, entre eles um dos favoritos dos fãs: Edward Mãos de Tesoura.

O objetivo da exposição é despertar o lado emocional do público, fazê-lo mergulhar no mundo e na mente de um cineasta com uma genialidade e criatividade sem tamanho. Tim Burton expõem suas obras mais pessoais para que todos se inspirem com elas. O resultado disso tudo é percebido na expressão de alegria estampada no rosto de cada um que deixa o museu. Posso afirmar que intenção do diretor em influenciar jovens para o caminho da criatividade está dando certo… Bom, pelo menos ele representa uma das principais inspirações que me fez escolher cinema!

IMG_7170-1024x575 Especial | O Mundo de Tim Burton - A exposição

Informações adicionais: não é permitido fotografar; os vídeos apresentados ao longo da exposição também são mostrados em uma sala localizada no final da mostra.
Quiosque de vendas: camiseta (39,90), Livro O Mundo de Tim Burton (80,00), Marca página/postal/lápis (3,00)