A história de Fahrenheit 451 mostra um futuro aterrorizante, no qual as pessoas sofrem lavagem cerebral de programas de televisão do governo ditatorial. O corpo de bombeiros é obrigado a iniciar incêndios, tendo como alvo qualquer tipo de literatura (451 é a temperatura em graus fahrenheit da queima dos livros).

O herói, papel de Michael B. Jordan (Creed), é um desses bombeiros, e o conflito começa quando ele questiona o sistema. Michael Shannon (Homem de Aço) faz o chefe e mentor do bombeiro. Já Boutella viverá Clarisse, uma informante que se encontra dividida entre os interesses do protagonista e do mentor.

O livro teve uma versão para as telas em 1966, dirigida por François Truffaut (1932-1984). A nova versão tem roteiro e direção de Ramin Bahrani com Amir Naderi, e seu parceiro de 99 Casas – longa de 2014 que foi estrelado por Shannon.

Ainda não há previsão de estreia para Fahrenheit 451 na HBO. Já a nova versão de A Múmia, onde Boutella interpreta a antagonista titular, chega aos cinemas em 8 de junho.