No dia de aniversário de 23 anos da estreia de FRIENDS, eu tomei a liberdade de convidar minha esposa (a maior fã de FRIENDS que conheço) a compartilhar com vocês o sentimento dela sobre a série. Nada mais justo, uma vez que ela que me apresentou a série e me introduziu nesse divertido universo. Com vocês, uma breve historia sobre  a influência desses 6 amigos…

23 anos depois… they are there for us!

“Eu era jovem quando comecei a assistir Friends. Era algo despretensioso, uma distração. Nunca poderia imaginar que uma noiva fugitiva (indecisa), uma chef de cozinha (controladora), uma freelancer (talentosa!) um ator amador (estiloso!), um paleontólogo (Dr.) e um… (o que o Chandler fazia mesmo?) daria tanta química com suas vidas entrelaçadas.friends1 Friends | 23 anos depois o amor pela série ainda é único

06 nova-iorquinos, sem graça, sem talentos, à deriva… Aprendendo um com o outro a lidar com frustações cotidianas em suas vidas. Nada de especial. Um grupo de amigos trintões, um romance aqui, outro drama ali, muito café, piadas dummies, brincadeiras infantis… amizade verdadeira! 23 anos depois eles continuam aqui por nós… para nos lembrar de que a vida não é fácil, mas pode ser leve…

Esse texto não visa defender algum posicionamento sobre a relevância política e social da série… Longe disso! Trata-se de um breve relato de como essa série marcou minha vida (e de tantos outros fãs!). Sempre fui muito crítica sobre tudo que assisto, leio, ouço e com Friends não seria diferente. A série tem milhões de defeitos, falhas, mas… ainda assim, para mim é Friends!

Ainda hoje me pego revendo episódios de forma aleatória, com o único objetivo de esquecer um pouco a vida por alguns minutos e me envolver naquela trama tão superficialmente intensa! E quando acaba me sinto mais leve para dar continuidade a qualquer coisa que esteja por fazer… Esse é o efeito de Friends em mim e acredito que em muitas outras pessoas.

fiends2 Friends | 23 anos depois o amor pela série ainda é único

Quando percebo que já se passaram 23 anos e que não consigo lembrar quantas vezes revi suas temporadas, com as mesmas emoções, mesmo já sabendo todas as piadas, posturas e tramas, me pergunto por que ainda faço isso…  

São tantas lembranças. Um “How you doin!” fora de contexto que te faz pensar, nossa… não acredito que ri disso! Um “O H  M Y  G O D!” anasalado, irritante e que te remente a um conhecido inconveniente de forma engraçada. E o “We were on a break!” insistentemente anunciado, como se fosse fazer alguma diferença. Um pseudônimo ridículo “Hi, I’m Regina Phalange”, às vezes dito com sotaque francês ou até mesmo usado como uma peça de avião “prestes a cair!”… Um estado de consciência plena “Unagi”, que faz você se perguntar “O que diabos é isso!?”…   Um humor sarcástico, corrosivo sempre usando “Could I be more…?” e o famoso e sonoro  “Nooooooo?!?” diante de um fato inesperado… Tudo isso e mais um “Smelly cat, smelly cat, It’s not your fault” , um galo, um pato e macaco, não, definitivamente não deveria fazer sentido!

friends3-1024x537 Friends | 23 anos depois o amor pela série ainda é único

Talvez a vida cotidiana não tenha mudado tanto assim… paqueras, dramas, comidas, desafios, alegrias, tristezas… Talvez seja por isso que Friends é vista e revista até hoje, encontrando uma nova audiência, trazendo nostalgia para alguns, curiosidade para outros! Talvez eu seja uma boba inveterada, pouco importa… Só desejo que após todos esses anos ainda existam amigos de verdade, que parem na correria do dia a dia para se encontrarem e falar sobre seus mundos… Exagerar sobre suas emoções, rir até doer a cabeça… e que esses amigos estejam lá por você! Sempre! (I’ll be there for you)”

Texto por: Ivy Mors