Impossível uma premiação agradar todos os gostos. O Oscar, a mais famosa premiação cinematográfica, conseguiu ao longo de sua história revoltar o público com algumas escolhas que a maioria considera injustas. Talvez um dos problemas seria a incapacidade da Academia de identificar os grandes talentos no momento certo. Aqui estão alguns exemplos das injustiças cometidas pela Academy Awards:

Stanley Kubrick não ganhou Oscar com “2001: Odisseia no Espaço”

2001-Space-Od-Dave_04 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Juntamente com Hitchcock e Chaplin, Stanley Kubrick é um dos diretores mais injustiçados do Oscar. Em 1969, não levou Oscar de Melhor Direção para o filme “2001: Uma Odisseia no Espaço” (2001: A Space Odyssey). Naquele ano, quem conquistou a estatueta de melhor direção acabou sendo Carol Reed pelo filme “Oliver!”.

Cantando na Chuva não foi indicado

singin-in-rain1 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Cantando na Chuva (Singin’ in the Rain) é considerado um dos melhores musicais de todos os tempos. Entretanto, em 1953 o filme acabou sendo deixado de lado pela Academia, não recebendo sequer indicações para receber o prêmio.

“Shakespeare Apaixonado” ganhou de “O Resgate do Soldado Ryan”

rEVsmmWp8RCq3yp6VNQx4xcLtrL Oscar 2016 | Maiores Injustiças

O ano de 1999 foi o mais polêmico em relação às injustiças feitas pela Academia. Um bom exemplo disso foi o filme “Shakespeare Apaixonado” (Shakespeare in Love) ganhar Oscar na categoria de Melhor Filme derrotando “O Resgate do Soldado Ryan” (Saving Private Ryan), dirigido por Steven Spielberg

Martin Scorsese não ganha Oscar por filmes como “Taxi Driver” e “Touro Indomável”

66957 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Outro diretor considerado um dos mais injustiçados na história do Oscar é Martin Scorsese: com 6 nomeações para melhor diretor, acabou levando a estatueta somente em 2006 com “Os Infiltrados”. A entrega do prêmio seria mais como um pedido de desculpas pela Academia. Em 1976, seu filme “Taxi Driver” acabou sendo derrotado por “Rocky Balboa” na categoria Melhor Filme. Outra grande injustiça foi “Touro Indomável” perder por “Gente como a Gente” em 1981. Sem contar que “Os Bons Companheiros”, um dos melhores filmes de máfia, perdeu por “Dança com Lobos” em 1991.

Cidadão Kane não leva Oscar de melhor filme

1cidadão_especialorsonCINEMA01-1 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

“Cidadão Kane” (Citizen Kane), dirigido por Orson Welles, marcou a história do cinema pela inovação na parte narrativa e fotografia. O filme considerado obra-prima do cinema só levou Oscar de melhor roteiro original (Orson Welles e Herman Mankiewicz). Acabou perdendo por “Como era Verde o Meu Vale” nas categorias de melhor filme e direção.

Laranja Mecânica não leva Oscar

orange-01 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Novamente citamos Kubrick na lista. Seu filme ”Laranja Mecânica” apresenta temas pesados que se relacionam com a psiquiatria, além de assuntos sociais e políticos. O filme foi indicado à quatro categorias em 1972: Melhor Diretor, Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Montagem. Infelizmente, não conquistou Oscar em nenhuma destas, perdendo para “Operação França” na categoria de Melhor Filme.

Apocalypse Now não ganha Oscar

maxresdefault-3 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

O filme de Francis Ford Coppola “Apocalypse Now” possui grande efeito cultural e temas filosóficos que são discutidos até hoje. O diretor enfrentou inúmeras dificuldades para terminar o filme: cenários destruídos pelo tempo, Marlon Brando despreparado fisicamente para o papel, ator principal sofreu ataque cardíaco no local, orçamento maior que o esperado, atrasos, etc. O filme foi adiado inúmeras vezes, levando cerca de 3 anos para ser concluído. Em 1980 os esforços do diretor em “Apocalypse Now” foram ignorados: apenas levou Oscar nas categorias de Melhor Fotografia e Melhor Som. Coppola perdeu Oscar de Melhor Diretor por Robert Benton em “Kramer versus Kramer”.

Roberto Benigni ganha de Edward Norton

american-history-x-kapak-fotografi-2 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Novamente 1999: Roberto Benigni ganha a categoria de Melhor Ator pelo filme italiano “A Vida é Bela”. Nada contra o ator… O problema foi ter ganhado de Edward Norton! No papel de Derek em “A Outra História Americana”, Norton teve de longe a atuação que mais impressionou a todos. Ainda com Sir Ian Mckellen também indicado à melhor ator por “Deuses e Mortos” é difícil entender o resultado da premiação.

Academia ignora Alfred Hitchcock

hitchcock1 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

Outro caso em que a Academia simplesmente ignora um dos maiores diretores de todos os tempos: Alfred Hitchcock somente ganhou o prêmio Irving Thalberg pelo conjunto de suas obras em 1967. Em sua carreira conseguiu apenas indicações para filmes como “Psicose”, “Janela Indiscreta”, entre outros. Para ser uma das maiores injustiças cometidas pela Academia, já bastava o brilhante filme “Um Corpo que Cai” (Vertigo) não ter sido indicado ao prêmio.

Charles Chaplin nunca recebeu Oscar

o-CHARLIE-CHAPLIN-facebook Oscar 2016 | Maiores Injustiças

O grande nome da história do cinema foi ignorado durante anos pela Academia. Diretor de “Tempos Modernos”, “Luzes da Cidade”, só foi reconhecido em 1972 quando foi convidado para receber o prêmio honorário.

“Oscar Branco”

oscarssowhite-story-647_011916045458 Oscar 2016 | Maiores Injustiças

O Oscar é alvo de críticas pela falta de representatividade dos indicados, mas este ano a reação do público foi maior. Todos se revoltaram pela falta de indicados negros para a premiação: nas redes sociais a hashtag “OscarsSoWhite” (Oscar muito branco) está sendo usada como forma de protesto. Um dos atores citados para merecimento de indicação na categoria Melhor Ator foi Michael B. Jordan que atuou como Adonis em “Creed”. Como resultado, vários atores decidiram boicotar o Oscar. Além disso, o Conselho de Diretores aprovou mudanças que afetarão a composição da cerimônia nos próximos anos.

Outras Injustiças:
Julia Roberts como melhor atriz ao invés de Erin Brockovich (Réquiem para um Sonho).
Gwyneth Paltrow (Shakespeare Apaixonado) vence Fernanda Montenegro (Central do Brasil)
“Forest Gump” vence “Pulp Fiction” e “Um Sonho de Liberdade” como melhor filme.
Derrota de “Bastardos Inglórios” para “Guerra ao Terror” em melhor filme.
Felicity Huffman perde para Reese Whiterspoon em 2006 na categoria Melhor Atriz.