Nunca antes havia tido qualquer experiência com os livros de Stephen King, claro, como cinéfilo sou apaixonado pelos filmes baseados em suas obras, mas nunca peguei um livro seu para ler. Acontece que desta vez eu resolvi arriscar e de tanta insistência de um amigo meu, comecei a ler A Hora do Vampiro (nome brega e totalmente diferente do original, mas que eu gosto bastante hehe), ou como se chama agora no Brasil, Salem, e olha… Foi de arrepiar!

O enredo se passa na cidade de Jerusalém’s Lot, na Nova Inglaterra. Após a chegada de três forasteiros – o escritor Ben Mears,o senhor Barlow e o senhor Straker – fatos inexplicáveis passam a perturbar a rotina da cidade. Ben e seus novos partidários, entre eles o garoto Mark Petrie e o Padre Callahan devem então agir para salvar a cidade de garras vampirescas.

ahoradovampiro-omezanino-196x300 Resenha | A Hora do Vampiro, de Stephen KingJá começo comentando que caso já tenham lido o clássico Drácula de Bram Stoker, ou visto os filmes que são baseados na obra, como Nosferatu ou Drácula de Bram Stoker, vocês logo irão perceber que A Hora do Vampiro é uma grande homenagem de Stephen King ao clássico. O começo do livro é bastante misterioso, aos poucos os personagens e a cidade nos são apresentados e aqui já começo elogiando o rei do terror, que com maestria descreve os lugares e os personagens nos mínimos detalhes sem deixar com que a fluência do texto seja afetada. Isso é bom, pois pude imaginar toda a Jerusalém’s Lot de forma bastante clara e isso faz toda a diferença em qualquer livro de suspense ou terror para que uma atmosfera de medo seja criada.

Um ponto que preciso destacar é como Stephen King nos surpreende. Você está super tranquilo (não totalmente, pois, acreditem, o livro vai ficando mais tenso a cada página) lendo página por página, até que do nada, Stephen King, o próprio autor do livro, te dá um spoiler do que vai acontecer com tal personagem e você então interrompe a leitura, relê o trecho, para mais um pouco, fica perplexo com aquilo, que foi extremamente inesperado e só depois de cair na real (demorei belos 5 minutos para isso acontecer) você retorna a leitura com um sorriso bobo no rosto e pensando “que m… foi essa?”. Mas o pior ainda está por vir, não basta levar um spoiler do próprio autor no meio do livro, acontece que este spoiler, este bendito spoiler, vai fazer com que você devore as próximas páginas em busca de uma resposta para o destino do bendito personagem e lhes garanto caros leitores, Sr. King não tem receio nenhum em matar seus personagens da maneira mais cruel e assustadora possível.

O único problema do livro, que nem é um grande problema, é que quem não está acostumado com livros que tenham muitos personagens, vai acabar se perdendo, pois o livro é narrado pelo ponto de vista de vários personagens em várias horas dos dias que vão se passando em Salem’s Lot e cada ponto de vista, de cada personagem, é crucial para a estória.

Para os amantes do terror, A Hora do Vampiro é um prato cheio de sangue, sustos, olhos arregalados e muitos sustos, muitos sustos!