Campus Party Brasil volta com sua edição digital, de 22 a 24 de Julho

Veja nossos últimos stories

A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo e sempre se destaca quando o assunto é tecnologia, empreendedorismo e criatividade. Após testar as águas dos eventos digitais em 2020, devido a pandemia da Covid-19, ela promete trazer o mesmo sentimento de pertencimento e diversão que seus participantes têm em suas edições físicas, para o mundo virtual.

Para a segunda edição da Campus Party Digital Edition, que ocorre no período de 22 a 24 de julho, o foco está na participação de países da América Latina. O festival já tem as participações confirmadas de Maitê Lourenço (CEO e fundadora do BlackRocks Startups), Eva Lazarin (CEO e fundadora da Benkyou), Débora Garofalo (Coordenadora do Centro de Inovação da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo), Luís Justo (CEO do Rock in Rio), Ricardo Cappra (Chief Data Scientist do Cappra Lab), Caito Maia (Fundador da Chilli Beans), Dado Schneider (criador da marca Claro) e Paco Ragageles (fundador da Campus Party), entre vários outros nomes de peso em seu line-up.

A edição digital também promete dar maior protagonismo a todas as comunidades que participam da Campus Party.  O objetivo é trazer conteúdos e pautas relevantes para estimular ainda mais a integração entre todos os participantes, independentemente de raça, sexo ou classe social.

Para ser utilizada como benchmarking, durante o ano de 2020, foi realizada uma pesquisa em nível global para trazer o que há de mais novo e disruptivo no mercado em relação à eventos digitais.

Novas ativações

A segunda edição digital da Campus Party Brasil, promete uma experiência interativa com as diversas comunidades que permeiam o universo do festival. A meta é superar a entrega de eventos no molde “zoom + plateia”, por meio de um projeto omnichannel, que leva o conteúdo do evento para várias plataformas de streaming e redes sociais. 

Outro objetivo é trazer diversas atividades para manter o público engajado, sempre com a tecnologia e o conteúdo no foco das ativações. Karaokês online, rádio hacker, quizzes, escape rooms e jogos de caça ao tesouro e viagem virtual, são apenas um gostinho do que os organizadores do evento pretendem entregar para os fãs de tecnologia, durante os três dias de evento. 

- Advertisement -

Além disso, o demo day promovido pela BlackRocks, startup que incentiva empreendedores negros a acessarem o ecossistema de inovação, tecnologia, pretende instigar os participantes a encontrarem soluções rápidas e certeiras para problemáticas da área tech.  

Na mesma esteira, as hackathons (famosas maratonas de tecnologia) também têm presença confirmada. A parceria com a Shawee, maior plataforma de hackathons da América Latina, vai trazer novos desafios e estimular soluções criativas para temas com foco em cidadania digital.

Para Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral da Gouvêa Ecosystem, trazer a Campus Party de maneira virtual é vital para fomentar a participação do jovem no ambiente tecnológico e empreendedor.

“A Campus Party com a Gouvêa amplia seu propósito e ambição, somando ao que era sua proposta a adição de uma real contribuição para acelerar a transformação digital do Brasil, nos seus mais diversos setores e segmentos. Por meio desse evento, conseguimos provocar um maior engajamento dos Geeks com temas abrangentes e que estimulam a evolução da sociedade e da cidadania”, afirma Gouvêa.

Conteúdo relevante

O core da Campus Party é seu conteúdo, que atrai milhares de participantes todos os anos. Durante três dias, “campuseires” (pessoas que participam no evento) se reúnem no maior festival de tecnologia não só para fazer novos contatos, mas para conhecer as pautas mais relevantes do amanhã. Empresas, instituições de ensino, governos, comunidades e entusiastas se encontram num polo digital onde o futuro está sendo ativamente construído. 

Segundo Tonico Novaes, CEO da Campus Party no Brasil, a edição de 2021 promete entregar com maestria digital, da mesma maneira que faz fisicamente.

“A segunda edição da Campus Party Digital Edition, além do elemento metaverso, dá oportunidade de sermos cada vez mais multiplataformas para as comunidades de tecnologia e disrupção dentro de todo o ecossistema da Campus Party. Nosso DNA de inclusão continua pujante e intenso. Faremos isso através de minorias focadas em games e outras vertentes de desenvolvedores, empreendedorismo, ciência, dados, criatividade e muitos outros temas”, explica Tonico.

Line-up de peso

Para estimular debates cada vez mais profundos entre os participantes, a edição digital 2021 da Campus Party conta com seis palcos divididos em diferentes temáticas:

Principal Latam- Reboot the World;

Work Life- Mercado de Trabalho e Economia;

Green Deal- Energia Limpa e Meio Ambiente;

Living Better- Saúde e Ciência;

Joy of Life- Entretenimento e Cultura Digital; e

New Horizons- Educação e Gov Tech.

E nada melhor do que ter um line-up de peso como fio condutor da história. São nomes conhecidos e de grande relevância no mercado. Entre eles: 

Maitê Lourenço, psicóloga e fundadora do BlackRocks Startups, que incentiva empreendedores negros a acessarem o ecossistema de inovação, tecnologia e startup. Finalista do Startup Awards, categoria Impacto Social, uma das mulheres inspiradoras da Think Olga e premiada pela Revista Veja no Prêmio Veja-se, categoria diversidade. Traz sua experiência de vida e trajetória profissional para inspirar jovens talentos nesta edição da Campus Party.

Eva Lazarin, CEO e  fundadora da Benkyou, irá trazer ao palco virtual da Campus a discussão sobre a importância que o EAD Gamificado está ganhando pós pandemia. Ela também irá conversar sobre o cenário que está sendo construído em relação ao ensino à distância e também falará sobre a parceria de sua empresa junto à Campus Party.

Débora Garofalo, Coordenadora do Centro de Inovação da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, possui mais de 16 anos de experiência na rede pública de educação. Idealizou o trabalho de Robótica com Sucata, que ficou conhecido nacionalmente e internacionalmente e hoje é uma política pública do Estado de São Paulo. Participa da segunda edição digital da Campus Party para discorrer sobre os impactos das novas tecnologias na área de educação. 


Luis Justo, CEO do Rock in Rio, irá falar sobre a recente popularização do NFT (um token criptográfico único, que ao contrário do Bitcoin, não é intercambiável) e como essa nova modalidade de “pagamento” irá revolucionar a indústria fonográfica. Já tendo efeitos expressivos para marcas como NBA que está utilizando a modalidade para trabalhar novas estratégias de marketing.

Ricardo Cappra, Chief Data Scientist do Cappra Lab, trabalhou ativamente durante a campanha presidencial de Barack Obama, irá participar da segunda edição digital da Campus Party para discutir dados, Big Data, seus impactos e o porquê isso é um assunto para as massas e não deveria estar restrito somente à comunidade científica.

Caito Maia, fundador da Chilli Beans, maior rede especializada em óculos e acessórios da América Latina. Possui mais de 800 pontos de venda espalhados por Brasil, Colômbia, Peru e México. Em sua participação na Campus Party, vai contar as origens, trajetória e estratégias de expansão da marca. 

Dado Schneider, doutor em Comunicação pela PUC- RS. Ao longo de sua carreira trabalhou em diversas agências de publicidade e foi o consultor de marketing da Claro que criou a marca. Em 2015, fez consultoria para a Virada Digital do Magazine Luiza, atuando como “Evangelista Digital”. Atualmente, ministra palestras sobre os temas mudança e Geração Z por todo o Brasil. Chega nesta edição da Campus Party para comprovar aos jovens talentos que a propaganda ainda é a “alma do negócio”, mesmo na área tecnológica.  

Paco Ragageles, fundador da Campus Party, iniciou a carreira na música como DJ para a “Top 40 Radio” e, mais tarde, coordenando um grupo de estações de rádio em toda a Espanha. Em 1997, juntamente com um grupo de amigos, criou a “Campus Party” que, posteriormente se tornou o maior e mais influente evento no mundo.


Recap da 1ª Campus Party Digital Edition

A edição de 2020 da Campus Party Digital Edition reuniu 1.421,401 pessoas nos eventos online e contou com a participação de 2.613 palestrantes de 120 nacionalidades. O festival teve a adesão de 31 países e apoio de 385 parceiros entre instituições, empresas, mídias, universidades e comunidades.

Tendo começado com o intuito de angariar fundos para os trabalhadores da linha de frente de enfrentamento do novo coronavírus,  a edição fez história.

Se apropriando do fato de que um evento físico estava fora de cogitação, Paco Ragageles trouxe Tim Berners-Lee (criado da World Wide Web), Vint Cerf (conhecido como um dos “pais da Internet”) e Al Gore, ex vice-presidente americano que ajudou a criar legislações que permitiram o acesso amplo da Internet nos Estados Unidos) em um painel que nunca visto antes, onde as lendas vivas da Internet discutiram o futuro do mundo e o papel da tecnologia em moldar nosso futuro.

Além desse encontro, os palcos online da #CPDE também contaram com a presença de Edward Snowden, (exilado na Rússia após divulgar dados sensíveis da NSA para jornais americanos, acusando o governo americano de espionar em seus cidadãos de maneira ilegal) e que além de ter palestrado, abriu espaço para diversos jornalistas brasileiros fazerem perguntas.

Realizador

Gouvêa Ecosystem 

A Gouvêa Ecosystem é composta por 17 empresas dedicadas a apoiar e promover a evolução dos negócios em 4 verticais: Consultoria, Serviço, Solução e Relacionamento. Membro do Ebeltoft Group- consórcio global com 18 empresas de consultoria especializadas em varejo e consumo em 22 países.

Campus Party Digital Edition 2021

Dias: 22, 23 e 24 de julho

Horários: 10h às 0h (dias 22 e 23/07) e 10h às 20h (dia 24/07)

Site oficial: digital.campus-party.org/brasil 

Uillian Magelahttps://estacaonerd.com
Co-Fundador do Estação Nerd. Palestrante, empreendedor e sith! No momento, criando meu sabre de luz para cortar a lua ao meio. A, SEMPRE escolha a pílula azul. Não faça como eu!

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Dias Melhores Confira a crítica de Kingdom: Ashin of the North Confira a crítica de Mestres do Universo O que assistir antes de Monstros no Trabalho Viúva Negra e as novas heroínas da Marvel Confira a crítica de Jolt