Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola (mesmo nome do livro que dá base para o filme) acompanha a história de Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel), típicos alunos do ensino fundamental, que estão prestes a repetir de ano, tendo como última chance uma prova final de matemática, recorrem a um ex-aluno do colégio, dono de uma caixa cheia de truques, planos e pagadinhas, que eles encontram escondida no banheiro. Logicamente o ex aluno, é Danilo Gentili, o dito pior aluno que a escola já teve. Daí para a frente o filme se torna um verdadeiro remember de todos os clássicos estudantis da sessão da tarde como Curtindo a Vida AdoidadoA Vingança dos NerdsKaratê Kid Porky’s que são apenas algumas das claras referências que o longa trás.

aluno Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola | Crítica

O roteiro é diferente dos demais filmes de comedias brasileiras, traz uma sensação de nostalgia para aqueles que cresceram assistindo filmes nas tardes da Globo e do SBT, nos anos 90 e 2000, e para aqueles que já se formaram no colégio. Várias coisas logicamente são mais arriscadas como piadas ofensivas, piada de sonegação de imposto, bullying clássico, embebedar crianças, entre outras coisas (piores, sim..rs)

No meio do caminho, acabaram por ter um dos melhores nomes da comédia latina americana no elenco: Carlos Villagrán (QUICO) que dá vida ao diretor que sofre com as pegadinhas cada vez mais pesadas que os garotos fazem. Sua atuação é boa, mas complicada de ser entendida por conta da barreira linguística. Nada que tire o brilho e a graça de sua personagem. CARA, É O QUICO ATUANDO NOVAMENTE!

quico Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola | Crítica

Danilo Gentili e o diretor Fabrício Bittar, basearam bastante em Karate Kid (1984), no conceito de mestre e aluno, e principalmente em Curtindo a Vida Adoidado (1986), filme onde o adolescente Ferris Bueller enganava os seus pais e professores para matar aula.

É um filme que não influência ninguém a nada (pelo menos é o que se espera – mesmo acreditando que pessoas processarão Danilo por algo referente a isso), e tras de volta a nostalgia de poder fazer as brincadeiras na escola sem tanta maldade e desrespeito ou sem tanta delicadeza igual nos dias de hoje.

No final, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola é uma união de piadas de duplo sentido e de bullying, característicos das nossas épocas de escola antes da década de 2000. O filme luta muito contra o politicamente correto que impera na sociedade nos tempos atuais. É um ótimo filme nacional, mas só é possível aproveitá-lo ao máximo se você desligar qualquer senso moralizador e simplesmente encarar que nada ali é, de fato, para ferir alguém, mas apenas para provocar risadas.


Confira o trailer abaixo, onde o Estação Nerd foi citado!