Crítica | Bate Coração

Bate Coração é uma comédia de costumes, que conta com a direção de Glauber Filho e tem como distribuidora a Downtown Filmes. O filme trata assuntos sérios de forma sutil. Toda trama gira em torno de um transplante de coração, onde o objetivo da produção é da abertura para um debate sobre a doação de órgãos e assim, aumentar a quantidade de pessoas que possam ser salvas com os transplantes.

Sandro (André Bankoff) é o típico homem conquistador e preconceituoso, que possui uma vida de luxo. Quando sofre um ataque cardíaco, precisa urgentemente de um coração novo, e recebe o transplante da travesti Isadora (Aramis Trindade), recém-falecida devido a um acidente. Enquanto se recupera e tenta conquistar a médica que realizou a cirurgia, Sandro precisa repensar sobre suas atitudes e seu preconceito.
O longa-metragem apresenta dois pontos sobre a mesma situação. O principal é o do Sandro, onde ele mostra sua vida de publicitário. E o segundo ponto de vista, é a da travesti Isadora. Ele sempre defendendo seu preconceito e dizendo ser politicamente correto. Enquanto ela, passa acompanhar o rapaz, após o transplante e contra sua vontade, em forma de espirito.


A eficiência do elenco é evidente, a harmonia entre os atores torna esta obra especial.
O ponto alto do filme e do roteiro, é quando eles introduzem de forma natural as porcentagens de doadores e trazem os reais recordes do ministério de saúde. A direção do longa tropeça em alguns aspectos técnico. A posição de câmera, incomoda um pouco. Eles chegam dá muito close e fechar muito os quadros de imagem, em vez de explorar o cenário e as belas paisagens de Fortaleza (CE), a capital cearense poderia ser um pouco mais explorada e a experiência teria sido melhor. A mixagem de som também poderia ter recebido uma atenção maior. Algumas músicas receberam efeitos eletrônicos que não foram necessários, se tivessem mantido a sua forma original, estaria perfeito.


Bate Coração é um bom longa, que fará você se questionar sobre algumas atitudes pertinentes à sociedade atual, com todo cuidado e respeito a dignidade humana. O filme chegará aos cinemas no dia 07 de Novembro.

NOTA

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

AS MAIS LIDAS