ter, 6 dezembro 2022

Crítica | Caça Implacável

Publicidade

“Will Spann leva de carro Lisa, prestes a ser sua ex-mulher, a casa dos pais quando, de forma misteriosa, ela desaparece numa bomba de gasolina. Desesperado para a encontrar, Will recorre à Polícia, que não só não o ajuda como desconfia dele. Determinado a encontrar Lisa a qualquer custo, Will mergulha no submundo da cidade enquanto foge das autoridades nesta corrida angustiante contra o tempo.” Parece a sinopse de um simples filme do Liam Neeson, mas na verdade se trata de Caça Implacável, novo longa estrelado por Gerald Butler. Com uma pegada muito parecida desses típicos filmes de ação, será que ele cai no famoso mar de genéricos produzidos por Hollywood?

A comparação imediata com obras parecidas como Busca Implacável e O Passageiro é totalmente consciente, um homem sozinho busca desesperadamente sua filha/mulher desaparecida sob circunstâncias duvidosas. É um arquétipo muito utilizado em Hollywood, de geralmente um homem envolvido acidentalmente em situações acima de sua vida comum, mas por conta de sua índole ele não vai parar até resolver esse problema. É um longa que você sabe muito bem o que vai encontrar e como irá terminar: A esposa do Will some, ele começa a investigação, ultrapassa alguns limites legais, arranja briga com pessoas ruins, e ao final salva o dia.

Caça Implacável é muito sustentando por seu ator principal: Gerald Butler, por bem ou mal ele está bem no papel, e consegue transitar nos diferentes tipos de emoção que seu personagem passa, desde raiva, tristeza, leveza, medo. Com mais idade, o ator consegue convencer no físico: um homem com mais idade, mas não o impedindo de usar sua forças, mesmo que seja apenas uma pessoa comum, sem lance de ex- espião, militar ou passado secreto.

Publicidade

Apesar dos esforços, o longa sofre de problemas muito parecidos desse tipo de filme: o orçamento é obviamente limitado, então os efeitos especiais que acontecem nos poucos momentos são bastante fracos e tiram a imersão criada pelo longa. O entretenimento é feito, mas a sensação de genérico ou de já ter visto dezenas de vezes esse tipo de filme é totalmente clara. Não existem surpresas aqui e a direção não tenta ser mais criativa ou trabalhar melhor as situações que o personagem se envolve, é tudo bastante automático.

Caça Implacável é um filme genérico de ação, mas isso não impede que você se divertir durante os 90 minutos de duração. Ele se sustenta bem sob a interpretação de Gerald, mas decepciona ao subaproveitar a personagem Lisa ,vivida pela Jaimie Alexander. Por conta dos atores, deve causar uma atenção do público, principalmente do fã mais Hardcore dos filmes antigos de Butler. É um filme honesto e não esconde isso, os problemas são perceptíveis, mas está longe de ser um desastre, apenas mais um do gênero. No final das contas, é um filme do Liam Neeson sem o Liam Neeson.

Publicidade

Destaque

Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: hiccaro.rodrigues@estacaonerd.com

Deixe um comentário