Crítica | Carnaval

Veja nossos últimos stories

Chegou na Netflix, no dia 02 de junho, um novo filme com um baita gatilho para os festeiros: Carnaval.

Nina é uma influenciadora digital que está em busca de engajamento e mais seguidores. Depois de sofrer uma traição do namorado, surge a oportunidade de viajar para Salvador com suas amigas Vivi, Michele e Mayra. Embora o foco de Nina sejam os seguidores e engajamento, a protagonista vai precisar definir o que é mais importante na sua vida: a fama ou a amizade.

Carregado de clichês, a comédia brasileira faz jus ao que serve os filmes clichês que os espectadores tanto amam: o conforto e despreocupação. Se precisa de um filme para distrair e relaxar a mente, pode ter certeza que esse é o filme certo para você. 

O filme cumpre o que promete: diverte o espectador na medida certa. Não é um filme de muitas reflexões, apesar de poder tirar algumas lições de moral dele. Traz questões bem atuais, como a obsessão por fama e o cancelamento.

Além disso, mostra um pouco sobre a cultura baiana, porém peca muito nos clichês regionais, que poderiam nem ter entrado no filme. 

Os personagens são divertidos e pode gerar muita identificação no público. Nina tem o sonho de ser uma influencer de sucesso e acaba se cegando pelas métricas e algoritmos das ferramentas de rede social, que escravizam milhares de pessoas atualmente. Para se tornar a influencer que tanto sonha em ser, Nina embarca em várias aventuras possíveis, mesmo que isso signifique precisar abandonar suas amigas.

- Advertisement -

Essa mensagem que o filme traz, de se reencontrar, reconectar consigo mesma antes de qualquer avanço profissional sem que prejudique sua personalidade ou as pessoas que estão a sua volta é uma das mais bonitas e mais importantes do filme.

Fora a mensagem de não se perder nem as pessoas que ama por causa de fama e sucesso que podem se encerrar por qualquer fala inapropriada e absurda, como temos nas cenas que retratam o cancelamento de uma influencer.

Para quem é nerd e quer ver um filme fora do comum para variar um pouco de gênero ou até mesmo assistir para relaxar, vai se identificar com a Vivi, uma nerd assumida que carrega todas as referências possíveis que o nerd gosta.

O filme é básico, previsível, não acontece tanta coisa para mudar o ritmo da história de uma hora para a outra, mas ele é exatamente aquilo que aparece nos trailers e marketing: comédia nacional feita de clichês para se divertir. É só isso, mas entrega a diversão de forma correta, mas nada muito excepcional.

Vale a pena assistir para matar saudade de uma folia e de festividades com os amigos na maior aglomeração possível que todos nós pensamos em ir pós pandemia.

O filme está disponível na Netflix.

Revisão Crítica

NOTA
Tabatha Oliveirahttps://estacaonerd.com/
Uma advogada apaixonada por cultura nerd que vem se redescobrindo e se encantando pelo mundo de criação de conteúdo.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Luca – Confira todos os easter eggs da animação! Confira a crítica de Veneza Filmes para ver no Dia Do Cinema Nacional Confira a crítica de Luca Confira a crítica de Paternidade Confira amizades marcantes dos filmes da Pixar