Pura nostalgia, encantador e mais doce que mel! Para mim essas são as melhores expressões para definir o novo longa live-action produzido pela Disney, Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível, que estreou hoje (16/08) nos cinemas brasileiro. O filme é definitivamente uma viagem a infância. Um filme que irá agradar os fãs e toda família.

A sinopse do longa já deixa claro as intenções do filme, o resgate da inocência perdida com a chegada da vida adulta e suas responsabilidade. Christopher Robin que sempre amou embarcar em aventuras no bosque dos cem acres com amáveis criaturas de pelúcia, cresceu e perdeu seu caminho. Agora, depende de seus amigos de infância se aventurarem no mundo real e ajudarem Christopher a se lembrar do garoto amoroso e brincalhão que ele ainda é por dentro.

i Crítica | Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

Marc Forster (Guerra Mundial Z) nos entrega um longa focado na vida adulta de Christopher, isso se deve a passagem de tempo escolhida pelo diretor (que foca em alguns acontecimentos da vida do protagonista, sua ida ao internato e como conheceu sua esposa, além de outras coisitas que seriam spoilers) o crescimento de Christopher Robin é feito em poucas cenas, que são objetivas. Elas focam na perca da inocência e no ganho de responsabilidades, além da rotina cruel que o cerca. O foco é no Christopher crescido, longe do bosque dos cem acres e longe de seus fiéis amigos de aventura e imaginação.

Ewan McGregor (Escritor Fantasma) nos entrega uma boa atuação, o destaque é na sua interação com Tigrão, Leitão, Ió (Bisonho), Kanga, Guru, Abel, Corujão e principalmente com o ursinho Pooh. Essas cenas são pontuais e bem orquestradas, criando vários momentos de reflexão. Hayley Atwell (Agente Cater) e Bronte Carmichael (On Chesil Beach) completam a família do protagonista.

Filmes com atores reais e animais feitos em computação geralmente ficam estranhos, porém neste a construção de Pooh e sua turma está fantástica (digna de Oscar), muito bem feita e a interação é extremamente convincente. Porém algumas cenas o chroma key (cenas de fundo) destoam da produção.

christopher-robin-cinepop8 Crítica | Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

O roteiro tem como objetivo um tema interessante, as responsabilidades da vida adulta e suas consequências nas pessoas que o cercam, porém a resolução da trama é muito simplória. O filme é simplista, infantil e até bobinho, mas é lindo e fará aqueles mais sensíveis ir as lágrimas (confesso que algo caiu no meu olho e fez eles arderem em alguns momentos).

Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível é um longa bem produzido, feito com o coração e trará um lembrete para aquilo que realmente importa. Leve sua família e curta Pooh e sua turma.