Sabe aquele filme que de tão louco e absurdo, faz você sair com um sorriso no rosto de pura satisfação? Não?! Assista Deadpool 2 é descubra essa sensação. O novo projeto de Ryan Reynolds (Lanterna Verde Deadpool) é insanamente divertido e quem diria, tocante também.

O novo capítulo do mercenário tagarela, se destaca não pelas piadas (acreditem), mas sim pelas excelentes cenas de ação. Enquanto o primeiro filme é uma metralhadora de piadas e sarcasmo, esse foca mais nas relações entre os protagonistas e na violência causada por eles, usando o humor como um pano de fundo (algumas tiradas são hilárias, outras nem tanto).

deadpool1-1 Crítica | Deadpool 2

Os responsáveis por essa mudança de foco é a dupla de roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick (Zumbilândia) eles basicamente pegaram tudo que deu certo no primeiro filme (chegando a fazer referências de piadas do primeiro filme), misturaram com TNT e algumas doses de ficção científica. O resultado é o uso constante de metalinguagem, referências nerds e tiração de onda com os X-men, e com as produções da Marvel e DC.

As novas adições do elenco são ótimas. Josh Brolin (Vingadores: guerra infinita) já tinha arrasado no papel de Thanos, agora nos entrega outra atuação sensacional, sendo justamente o oposto de Wade, fazendo com que ambos se completem. Zazie Beetz (Atlanta) rouba as cenas em que participa, ela é o carisma em pessoa. Pena que possui pouco tempo em tela. Os demais membros da X-Force cumprem bem o seu papel. A outras participações especiais, que não citarei para não estragar as surpresas (em especial um certo vilão dos quadrinhos), estão excelentes.

3653334524001_5730325742001_5730321575001-vs Crítica | Deadpool 2

Preciso falar ainda de Ryan Reynolds? Ele é a encarnação do sr. Pool. Se no primeiro filme ele estava ótimo nesse eu nem sei que adjetivo usar. Morena Baccarin (Gotham) junto com Reynolds é responsável pelas cenas mais maduras e tristes desse novo capítulo.

David Leitch (John Wick) diretor que estreia no universo dos super heróis, acerta mais do que erra. Acerta com a utilização de uma belíssima fotografia e com belas coreografias nas cenas de ação. Porém o diretor “erra” apenas em dois setores:

  1. O filme poderia ser mais enxuto, com duas horas de duração, em alguns momentos a trama parece arrastada, mas depois “tudo volta ao normal”;
  2.  O CGI. PQP FOX! Colossus ficou, na minha opinião, pior que no primeiro filme. Fica a sensação de que todo o orçamento de efeitos visuais foi gasto apenas no braço de Cable. A cena com Domino também sofreu um corte de orçamento e como é dito no trailer “não ficou nem um pouco cinematográfica.”

 

deadpoolposcreditos_2-750x3801 Crítica | Deadpool 2

A nova aventura de Deadpool é um longa extremamente divertido e sem limites. Com uma história coerente (apesar de absurda), personagens carismáticos, ótimas atuações e cenas de ação épicas. Deadpool 2 só não é melhor que o primeiro, pelo quesito surpresa, mas é um ótimo filme.

Ps. Existem duas cenas pós créditos, a última cena tenha certeza é a melhor cena pós crédito da história do cinema.

55