Dragon Ball (DB) é um dos animes mais amados do mundo e estreou no Brasil em 1996 na TV aberta fazendo milhares de fãs. A saga DB já teve várias fases. Algumas foram amadas (Dragon Ball Z) e outras odiadas (Dragon Ball GT), recentemente DB ganhou uma nova fase (Dragon Ball Super) e esta finalmente deu as caras no cinema. E a sua estreia não poderia ser melhor meus amigos. QUE FILME DO [email protected]@LH***!!! Há tempos não era visto um filme do universo DB tão bom como esse !!!

dbs-broly-e1533650028488 Crítica | Dragon Ball Super: Broly

O longa se passa após o torneio do Poder (visto em DBSuper) e apesar da Terra estar em um período de calmaria, Goku se recusa a parar de treinar. O que ele não imaginava era que seu novo inimigo seria Broly, um poderoso Super Saiyajin sedento por vingança, que deseja destruir todos que encontrar pela frente.

dragon-ball-broly2 Crítica | Dragon Ball Super: Broly

Um ponto fraco da franquia DB nos cinemas sempre foi o roteiro que era confuso e mostrava muita coisa sem levar a lugar nenhum. Em Dragon Ball Super: Broly isso não ocorre, pelo contrário o roteiro é uma das melhores coisas do filme, que busca no passado as motivações para esta nova aventura. Se prepare para uma overdose de nostalgia.

Ok. Nem tudo é pura nostalgia. Existem algumas mudanças entre a versão atual e a original do nosso “antagonista”. Broly tem uma personalidade um pouco diferente da conhecida e temos uma noção da razão dele ser tão insano, ao contrário da versão original na qual ele era apenas um louco de pedra.

dragon-ball-super-broly-primeira-sinopse-c3a9-divulgada Crítica | Dragon Ball Super: Broly

A qualidade da animação é sem dúvida a melhor de toda franquia de filmes. Dragon Ball Super: Broly é um espetáculo visceral de cores e efeitos especiais. As cenas de batalha entre Broly e Vegeta, Broly e Goku e de outros personagens (que não direi para não estragar as surpresas) é de cair o queixo. A trilha sonora também é arrebatadora e acrescenta bastante cenas de ação.

gogeta-1 Crítica | Dragon Ball Super: Broly

O humor nonsense está lá presente. Até o terceiro ato o filme é perfeito. Porém o longa tem uma queda (não de qualidade) mas de ritmo nesse fim, se apressando em resolver a história. Sua resolução abre portas para uma futura continuação, porém deixa algumas pontas soltas.

Em resumo, Dragon Ball Super: Broly é um tributo aos fãs mais velhos e uma saudação calorosa para os novos fãs. Que Shen-Long nos traga mais aventuras divertidas como essa nos cinemas.