qui, 22 setembro 2022

Crítica | Gêmeo Maligno

Publicidade

Rachel (Teresa Palmer) é uma mãe vivendo o luto de um trágico acidente onde um de seus gêmeos perdeu a vida. Para reconstruir a família, Anthony (Steve Cree) muda com a esposa e seu filho sobrevivente para a cidade onde cresceu, a milhares de quilômetros de onde viviam. Mas o que era para ser um recomeço, acaba se tornando um pesadelo para Rachel quando percebe que seu filho tem mistérios obscuros e forças malignas buscam dominá-lo. Nada é o que parece e ela terá que lutar para desvendar o que está acontecendo. Classificação indicativa 14 anos, contém violência e temas sensíveis. Confira a crítica abaixo:

Gêmeo Maligno estreia nesta quinta-feira (11), nos cinemas.

Publicidade

Newsletter

Destaque

Gabriela Castello Buarquehttps://estacaonerd.com/
Jornalista com Minor em Cinema. Apaixonada por terror, preto, Halloween e mais um monte de coisa "estranha".

Deixe um comentário