Crítica | Monstro (Monster)

Veja nossos últimos stories

Já está disponível na Netflix o filme Monstro, novo drama de tribunal que é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Walter Dean Myers. O filme conta a história de Steve Harmon, um jovem negro que está na prisão pelo assassinato do dono de uma venda no Harlem. O contexto da trama é o mais atual possível e apresenta uma obra que tem estilo, mas peca em alguns detalhes, o que pode dar ao filme um ar maçante. Entenda o motivo abaixo:

Netflix/Divulgação

Monstro é o primeiro trabalho para o cinema do diretor Anthony Mandler, aqui temos uma estreia sólida e que abusa do estilo. Temos tomadas reflexivas, panorâmicas, um uso de câmera fechada, com o intuito de tirar, do seu talentoso elenco, o melhor. Tudo que assistimos é muito lindo, lindo até demais. As técnicas usadas são estonteantes e Mandler mostra que sabe filmar. O problema é o seu ritmo e foco. 

O roteiro escrito pelo trio Colen C. Wiley (Rez), Janece Shaffer (Rez) e Radha Blank (Mixing Nia) não sabe muito bem sobre o que deseja falar. Hora a trama tem um ar contemplativo sobre o passado e sobre a situação, em alguns momentos a trama foca no mistério, afinal o jovem cometeu o crime? Em alguns o filme abandona tudo que foi citado é foca no todas as suas forças num típico drama de tribunal. Com tantas propostas o filme acaba se perdendo e se tornando chato. Além disso, o roteiro opta por uma narrativa não linear, o que não é ruim, mas como já temos um problema de foco essa decisão faz a trama se tornar algo não envolvente. Afinal, tudo é apenas revelado no 3º ato.

O filme possui comentários interessantes sobre os preconceitos que a sociedade possui com os negros acusados ​​de crimes. Vemos isso retratado em diversos momentos da película. O forte deste filme é a atuação de Kelvin Harrison Jr. (Ao Cair da Noite) que tem uma boa atuação, conseguindo transmitir toda a angústia nas cenas de julgamento. Os demais atores tem pouco tempo em cena, mas cumprem bem os seus papéis.

MONSTER: KEVIN HARRISON JR. as STEVE HARMON. Cr. NETFLIX © 2021 

Monstro é um bom filme, apesar de seus problemas narrativos. Que no próximo longa Mandler consiga balancear estética com narrativa, pois talento ele mostrou nesta obra que tem, falta apenas foco.

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Luca – Confira todos os easter eggs da animação! Confira a crítica de Veneza Filmes para ver no Dia Do Cinema Nacional Confira a crítica de Luca Confira a crítica de Paternidade Confira amizades marcantes dos filmes da Pixar