Crítica | Na Mira do Perigo

Veja nossos últimos stories

Na Mira do Perigo, novo longa de ação de Liam Neeson (Legado Explosivo), conta a história de um fazendeiro que vive na fronteira do Arizona e se torna o improvável defensor de um jovem mexicano que foge desesperadamente dos assassinos do cartel que o perseguiram até os Estados Unidos. Muita ação, né? Não necessariamente, não necessariamente…

Paris Filmes / Divulgação

Drama construídos em torno da relação entre um adulto rabugento e uma criança são, quase sempre, uma receita para o sucesso. O último exemplo dessa mistura foi visto em Logan de 2017, no filme temos um velho e cansado Wolverine (Hugh Jackman), em sua última jornada, como mentor da X-23 (Dafne Keen). Na Mira do Perigo, tenta em alguns momentos evocar esse tipo de relação e acerta, mas erra em outros pontos, em especial no fato de ser vendido como um filme de ação, que não possui muitas cenas do tipo e quando tem, não são das mais criativas (com exceção de uma que envolve um capotamento).

Paris Filmes / Divulgação

Tudo começa de forma muito promissora. Conhecemos os personagens e suas motivações, coisa que raramente os filmes de ação fazem, mas após 20 minutos de construção, o filme perde o seu rumo. Situações construídas são ignoradas ou esquecidas, personagens entram aparentando ter importância na história, mas logo em seguida são ignorados e tudo fica por isso mesmo. O diretor Robert Lorenz (Gran Torino) não se esforça em criar algo realmente épico e se contenta em reproduzir situações corretas, o que não é errado, mas deixa a desejar e pode frustrar os fãs dos filmes de ação de Neeson. O roteiro escrito pelo trio Chris Charles (Before the Fire), Lorenz e o estreante Danny Kravitzmal, apostam nos clichês e seguem a cartilha de cabo a rabo, o que quase torna a experiência um tédio. Na trama temos: o cartel mexicano, com o apoio da polícia corrupta e facilitadora caçando o personagem de Neeson por quase duas horas. UAU, quanta criatividade! A culpa do longa não ser um completo fracasso, é de Liam Neeson que mesmo com quase 70 anos ainda consegue carregar o filme nas costas. Com sua atuação séria e segura o ator passa credibilidade no papel de um homem destruído por tragédias pessoais, mas que usa suas habilidades da época de fuzileiro para fazer o bem a todo custo. Mesmo com um roteiro que a cada 20 minutos queira sabotar as coisas, o ator se destaca dos demais atores do elenco que são anulados pelas situações criadas pelo fraco roteiro da obra.

Na Mira do Perigo é um filme esquecível, que só não é pior devido a dedicação de Liam Neeson. Que o ator tenha mais sorte no seu próximo filme de ação.

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Verão de 85 De Volta Para o Futuro – Curiosidades sobre o filme House Of Gucci – Veja o trailer do filme Confira a crítica de Tempo, novo filme de Shyamalan Confira a crítica de Transformers: The War for Cybertron Confira a crítica de Paciente 63