Crítica | O Mar da Tranquilidade

Veja nossos últimos stories

O Mare Tranquillitatis ou Mar da Tranquilidade é uma região na lua, onde o Módulo Lunar Eagle, da Apollo 11,pousou em 1969. Esse é também o local onde se desenvolve boa parte da trama de O Mar da Tranquilidade, nova série série sul coreana de suspense e ficção científica que acaba de estrear na Netflix. Na série, acompanhamos uma astrobióloga que é convocada para uma importante missão, que tem como objetivo recuperar misteriosas amostras em uma estação espacial na Lua.

Netflix/Divulgação

A série é baseada em um curta-metragem homônimo de Choi Hang-Yong, que mostra um futuro onde a Terra está prestes a se tornar um imenso deserto. Nesse futuro distópico (e bastante realista) a população luta pela vida devido à falta de recursos hídricos e o governo para amenizar a crise decide dividir a população em classes, quanto mais importante for o seu trabalho mais água você recebe. Ao criar esse universo catastrófico, a direção de Hang-Yong consegue mostrar o desespero da situação e o caos em que vivem as pessoas no planeta com esse clima inóspito. Para criar esse clima, a produção usa e abusa de uma fotografia repleta de tons quentes nas cenas que ocorrem na terra e que servem para mostrar o panorama da situação.

Ao apresentar a missão, somos inseridos num mundo de conspirações, onde o espectador e os personagens logo aprendem que nada é o que parece ser e que a missão possui diversos segredos. Para abordar esse mistério a direção decide optar por uma narrativa não linear, o que para alguns pode ser confuso, mas acreditem: tudo se encaixa com o tempo, e a escolha por esse desenvolvimento é uma excelente decisão, pois com essa proposta tanto o local como a situação se tornam um verdadeiro suspense, que devem deixar o espectador cada vez mais intrigado a cada novo segredo revelado. Outro ponto que contribui ainda mais com a história é a criação da estação espacial. O local é gigantesco e repleto de detalhes. Um acerto da direção de arte e da equipe de design. Porém nem tudo é perfeito, os efeitos especiais variam entre os aceitáveis e os que precisavam de uma revisão, em especial os que são apresentados no último episódio. Além disso, parece que alguém faltou as aulas de física básica sobre os efeitos da gravidade no corpo humano. Todas as cenas que se passam na lua e onde não temos a ação de uma gravidade artificial, soam falsas e não possuem qualquer sentido, qualquer pessoa fã de física que assistir a produção ficará chocado com os erros apresentados. Mas eles não diminuem a qualidade da obra, apenas vão causar estranheza.

Netflix/Divulgação

A série conduz com habilidade a sua narrativa, usando a edição ao seu favor para dar dinamicidade a história e mostrar a ação de diferentes grupos dentro do complexo. O suspense por trás de cada revelação, deixará o espectador na ponta da cadeira. Outro ponto positivo é a construção dos personagens e a interação deles entre si. Todos têm seus objetivos próprios e com o tempo suas personalidades vão sendo aprofundadas, além de suas motivações para aceitar a missão. O elenco aqui faz um trabalho excepcional e dentro do proposto todos cumprem bem os papéis em que foram escalados. Por fim, a trilha sonora acrescenta bastante em momentos de emoção e nos de tensão, sendo magistral. A história reserva espaço para, colocar o terror em ação em algumas cenas de puro gore e que fariam inveja em alguns filmes do gênero, que tentam fazer o básico do que é visto aqui, mas falham miseravelmente na tentativa. A produção ainda acerta o tom nas diversas críticas feitas a diversos setores da sociedade atual, mas que não serão detalhadas para não estragar as surpresas reservadas.

O Mar da Tranquilidade é um oceano de emoções, onde por baixo de toda trama que envolve elementos de suspense e ficção-científica podemos ver um sutil estudo sobre a consciência humana. Essa é uma obra perfeita para quem é fã de doramas e tramas intrigantes. Assista o quanto antes.

Publicidade

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Spencer – Confira a crítica do filme! O Senhor dos Anéis – Confira o primeiro teaser da série! O Beco do Pesadelo – Confira a crítica do filme! Neymar: O Caos Perfeito – Confira a crítica do documentário! Cavaleiro da Lua – Confira o primeiro trailer da série! Confira nossa entrevista com Mariana Zatz