Crítica | Soul

Veja nossos últimos stories

A nova animação da Pixar, Soul, acaba de estrear no Disney+ e conta a história de Joe Gardner (Jamie Foxx), um músico que após um acidente se vê de volta ao estado de alma, justamente no Pré-vida, lugar em que as almas são formadas e recebem personalidades antes de serem enviadas aos corpos humanos. Você já se perguntou de onde vêm sua paixão, seus sonhos e seus interesses? Esse filme irá te responder essa questão, enquanto te diverte e te emociona.

Disney-Pixar/Divulgação

Soul é esteticamente perfeito! A construção da cidade é RIQUÍSSIMA EM DETALHES. Em alguns momentos você irá achar que está vendo um live-action de tão realista que a animação é. A fotografia é vívida e repleta de luzes que criam nuances que amplificam o que sentimos ao vermos as cenas. O estúdio ainda tem como destaque a montagem que faz a história fluir de modo orgânico e a inspirada direção de arte, que constrói um universo inteiro (Pré-Vida) usando o minimalismo. A edição de som usa bem as canções para comover ou fazer piada (a cena de abertura que toca o tema da Disney de modo bem desafinado). Num filme que tem como pano de fundo a música, o roteiro sabe muito bem como e quando usar o silêncio. E os silêncios vistos aqui são de cortar o coração.

Disney-Pixar/Divulgação

Soul lembra um pouco DivertidaMente, e sendo sincero ele não é tão original quanto o longa que explicou como você se sente, mas Soul se sai bem na construção dos seus personagens principais. A relação entre Joe e 22 é engraçada e emocionante, ambos se completam no modo de ver a vida. Não darei mais detalhes para não estragar algumas surpresas que essa dupla reserva, mas afirmo que a Pixar, mais uma vez, acerta no desenvolvimento dos seus personagens e na construção das piadas que usa nesta ousada trama. Temos piadas para todos os tipos e gostos. O segundo ato é o mais rico nesse quesito e irá agradar aos adultos e crianças.

Disney+/Divulgação

Soul é uma obra profunda e leve ao mesmo tempo. Emocionante, inspiradora, e te fará refletir sobre o modo como você vê e vive a vida. Uma verdadeira obra prima da Pixar, um dos melhores filmes do ano!

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Amor e Monstros Especial 10k no Youtube 3 estreias da Netflix para ver nesse final de semana Confira a crítica de Radioactive As 3 séries mais vistas na Netflix Confira o trailer de Army of The Dead