seg, 23 maio 2022

Crítica | The Legend of Vox Machina

Publicidade

Não é de hoje que há desenhos que, independentemente dos traços, não são, definitivamente, para crianças. É o caso de Os Simpsons, Futurama, Encantado e Invencível. The Legend of Vox Machina que estreou em 28 de  janeiro na plataforma de streaming Prime Video, da Amazon, se enquadra nessa categoria. Há três episódios disponíveis e outros serão liberados semanalmente. A animação é derivada de uma websérie de RGP em que dubladores jogavam Dungeons and Dragons, inicialmente transmitindo ao vivo. A primeira campanha do role play teve como título Vox Machina, que o desenho acabou herdando.

Com um ambiente de Senhor dos Anéis (fundido com Game of Thrones), uma dinâmica de equipe como a dos Guardiões da Galáxia e com a liberdade de linguagem explícita de desenhos adultos, Vox Machina traz como protagonistas 7 mercenários (e um urso) extremamente desorganizados como grupo, os quais acabam tendo de assumir o papel de heróis para livrar o reino de uma misteriosa ameaça. A diversificação dos personagens se configura como um bom RPG: um tanque, uma curandeira, um urso monstrão, um bardo, atiradores e uma maga.

Com humor escrachado adulto, Vox Machina mostra a evolução desses desajustados no caminho de se tornarem unidos e eficientes, não diferentemente de muitas outras histórias, como a dos já citados Guardiões da Galáxia. Entretanto, a série não chega a se tornar previsível ou clichê, provocando o riso com suas sátiras e empolgando com muita ação e sangue.

Publicidade

Para quem gosta de ação e comédia e não tem problema com violência explícita, Vox Machina é um excelente programa. Gostar de RPG ou do clima medieval é um bônus, mas não condição obrigatória.

A classificação etária indicada é a partir de 16 anos. No total, serão 12 episódios, sendo liberados 3 por semana, na Amazon Prime Video.

Publicidade

Newsletter

Destaque

Crítica | La Casa de Papel (5ª temporada)

Chegou ao fim La Casa de Papel! Se prepare...

Fim de semana de Clássicos | Top Gun – Ases Indomáveis

Explorando novamente Top Gun: Ases Indomáveis é possível perceber...

Crítica | Stranger Things 4: Volume 1

Quando Stranger Things estreou em 2016, os fãs acompanharam...

Crítica | Love, Death + Robots (2ª Temporada)

Love, Death & Robots ganhou sua 2ª temporada na Netflix. Ao compararmos...

Crítica | Tico e Teco: Defensores da Lei 

Tico e Teco são os dois esquilos mais famosos...

Deixe um comentário