Crítica | TOLKIEN

Adoro filmes de época, e um dos principais motivos que me faz gostar sempre, é a estética, a fotografia muito bem elaborada e apresentada na encenação.

Tolkien conta a vida do J. R. R. Tolkien, um grande escritor, que virou sucesso mundial ao escrever o livro ‘O Hobbit’ em 1937.

O que ninguém imagina é o quanto ele sofreu até chegar nessa posição mundialmente adorada.


A trama começa mostrando Tolkien e seu irmão já órfãos de pai, e numa cena seguinte, vemos sua mãe contando com a ajuda de um padre para viver, e logo depois, vemos a mesma adoecida e falecida, ocasião a qual a mesma não contou aos filhos que poderia acontecer, que estava doente.

Os irmãos então ficam sob guarda do padre – amigo da falecida mãe, e este promete que irá cuidar deles até os 21 anos.

No desenrolar da cena seguinte, o padre consegue uma senhora com dinheiro que possa cuidar e educá-los em uma boa escola. A mesma já tem uma garota adotada, que é sua dama de companhia – Tolkien será aproximará dela na história.

Na nova escola, Tolkien faz grandes amigos, amigos estes que fazem parte da sua vida toda.

Daqui pro fim do filme muita coisa acontece. São diversas as cenas na faculdade de Cambridge, até chegar ao enredo na guerra. O filme como um todo é um verdadeiro retrato de irmandade, e conta poeticamente a vida do escritor e como ele foi criado antes mesmo de ser sucesso com os livros.

Nas cenas da Primeira Guerra Mundial, temos um Tolkien maduro e preocupado com seu melhor amigo que também está perdido no campo de guerra, por acaso, todos os melhores amigos foram proteger a nação nessa guerra, cada um com sua função.

Uma coisa muito interessante nessa fase, é que o personagem não vê os seus inimigos como humanos, ele vê um cavalo branco, e muitos outros dos seus desenhos no lugar deles.

A forma com que os personagens dialogam no filme é bem natural e verdadeira, o que agrega muito valor aos acontecimentos.

É surreal demais esse filme! Ele é muito intrigante, e você fica o tempo todo bem atento não querendo perder nenhuma informação ou detalhe.

Não vou falar muito pra não dar spoilers, mas a história de vida de Tolkien é muito bem contada no filme, e é muito emocionante.

Por fim, digo que vocês têm que ir ao cinema assistir o quanto antes, vale a pena demais, e só assistindo vocês vão sentir a emoção que eu senti.

O filme tem previsão de estreia nos cinemas brasileiros em 23 de Maio.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...