Início Críticas Crítica | Treze Vidas – O Resgate

    Crítica | Treze Vidas – O Resgate

    0
    63
    (L to R) Thira ‘Aum’ Chutikul as Commander Kiet, Popetorn ‘Two’ Soonthornyanaku as Dr Karn, Joel Edgerton as Harry Harris, Colin Farrell as John Volanthen and Viggo Mortenson as Rick Stanton in THIRTEEN LIVES, a Metro Goldwyn Mayer Pictures film.Credit: Vince Valitutti / Metro Goldwyn Mayer Pictures© 2022 Metro-Goldwyn-Mayer Pictures Inc. All Rights Reserved.

    Treze Vidas – O Resgate, é o filme do Prime Video que conta a incrível história real sobre o resgate de 12 crianças e seu técnico de futebol, que ficaram presos por mais de duas semanas na caverna Tham Luang, que fica localizada na Tailândia. O local é o quarto maior sistema de cavernas da Ásia. A operação de resgate contou com a presença da Marinha tailandesa e de diversos voluntários internacionais que travaram uma verdadeira luta contra o tempo para salvar os jovens.

    Ron Howard (O Código Da Vinci) e o roteirista William Nicholson (Terra das Sombras) criam uma análise quase que documental sobre os acontecimentos apresentados em Treze Vidas – O Resgate. A produção é apresentada parte na língua nativa, parte em inglês e mostra o incidente e todos os desdobramentos que aconteceram até o resgate dos jovens. É verdade que o filme não se interessa em mostrar como a equipe de futebol ficou presa, mas sim em como o problema foi resolvido. É o diretor constrói uma

    A direção consegue mostrar todos os perigos que envolvem a missão e constroem um labirinto claustrofóbico e mostra como o sistema de cavernas alagadas é perigoso. Com isso, a produção foca suas atenções em mostrar algumas das tentativas de resgate, os erros cometidos e tudo que foi feito para salvar as vidas. Diversos momentos foram omitidos ou elipsados e a trama consegue ser objetiva em sua narrativa. O grande destaque não são as atuações, elas são seguras e corretas, mas não memoráveis. Porém a produção é memorável pelo design de produção criado, pela história em si e pela tensão que se instaura ao assistirmos tudo isso. As pequenas vitórias, soam como conquistadas épicas e as decepções/frustrações são dolorosas. O roteiro é envolvente do início ao fim, mesmo com a produção tendo um ritmo lento. Por fim, a produção mostra que o governo Tailandês fez seus esforços para salvar as crianças e que contou com a ajuda de voluntários, que são vividos por Viggo Mortensen (O Senhor dos Anéis), Collin Farrell (Batman) e Joel Edgerton (O Presente). O trabalho em conjunto, foi o que salvou a vida dos jovens e a produção nunca coloca os voluntários como heróis soberanos. Algo que é um acerto louvável da produção que prefere, não apontar quem são os culpados pela situação.

    (L to R) Thira ‘Aum’ Chutikul as Commander Kiet, Popetorn ‘Two’ Soonthornyanaku as Dr Karn, Joel Edgerton as Harry Harris, Colin Farrell as John Volanthen and Viggo Mortenson as Rick Stanton in THIRTEEN LIVES, a Metro Goldwyn Mayer Pictures film.Credit: Vince Valitutti / Metro Goldwyn Mayer Pictures© 2022 Metro-Goldwyn-Mayer Pictures Inc. All Rights Reserved.

    Porém nem tudo são flores, a produção possui alguns problemas narrativos que podem atrapalhar a imersão do espectador na trama. Questões como: quem é o culpado pelo desastre e outras questões técnicas do plano, que aparecem e não são desenvolvidas, ficam apenas na superfície da trama e mesmo sendo interessantes são ignoradas ou desperdiçadas em prol de outros momentos que poderiam ser resumidos ou excluídos da história.

    Treze Vidas – O Resgate é um mergulho na história do salvamento que comoveu o mundo todo. Com precisão, Ron Howard consegue construir uma narrativa emocionante sobre o resgate, mesmo sendo raso em algumas questões pertinentes da história.

    Publicidade

    SEM COMENTÁRIOS

    Deixe um comentário