Crítica | Wifi Ralph – Quebrando a Internet

Ano novo. Filme novo. Assim pode ser resumido WiFi Ralph – Quebrando a Internet (continuação de Detona Ralph) que se passa 6 anos após o primeiro filme.

Esqueça as regras vistas no longa anterior (a sensação que temos é que houve um reboot do longa anterior). Enquanto o primeiro longa trata de aceitação e tem como coadjuvante a fofíssima Venellope, a nova aventura tem um novo foco: O sentido da amizade entre Venellope e Ralph (dando bastante destaque a primeira).


Phil Johnston e Rich Moore (Zootopia: Essa cidade é o bicho) são diretores criativos e colocaram toda sua habilidade para criar a internet vista em Wifi Ralph, e ela meus amigos, é de tirar o fôlego.

Os cenários propostos por eles lembram grandes cidades como Tóquio, Nova York ou até mesmo São Paulo, toda essa estrutura embalada numa vibe futurista e caoticamente organizada. E vivendo nela temos os internautas circulando freneticamente entre arranha-céus com logos de empresas consagradas como Amazon, eBay, Google e Facebook. É um novo mundo incrível que fascina e tem uma qualidade técnica impecável. Se prepare para surtar com o espaço dedicado a Disney no longa (que tem participações pra lá de especiais).

Um outro destaque são os novos personagens coadjuvantes relacionados a internet. Um exemplo é o mecanismo de busca do Google que é transformado em um senhor sabichão apressadinho. Uma fofura e uma sacada genial.

Genial porém não é o roteiro deste novo longa, que além de falho é, e entre outras palavras, chato. Com menos humor que o seu antecessor, o roteiro falha em tentar criar um problema na amizade entre os protagonista. Tudo é muito forçado.

Através das princesas Disney o filme consegue extrair um dos seus melhores momentos, com uma mensagem sobre empoderamento feminino que é muito bacana de se ver!

A dublagem brasileira força a barra em “abrasileirar” algumas situações para conseguir alguma risada; mas falha miseravelmente. Como o endereço de entrega de um controle ser em Cleaveland no… Pará(?!) além de outras situações.

Em resumo, WiFi Ralph – Quebrando a Internet é um longa de estética maravilhosa. Com alguns momentos divertidos e que possui uma mensagem sobre amizade bacana, mas que não foi bem construída por seu roteiro forçado. Uma pena que tanto potencial tenha sido jogado fora.

Nota:
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

AS MAIS LIDAS

Ready Player One: OASIS beta | Testamos o game em realidade virtual baseado no filme; confira nossa análise!

Olá Nerds! O blockbuster de Steven Spilberg, Ready Player One, estreou no mundo todo e está fazendo grande sucesso. O Estação Nerd já assistiu (veja...

A Família Adams | Animação ganha cartaz e data de estreia do trailer; Confira!

A animação de A Família Adams teve seu primeiro pôster divulgado pelo twitter do IMDb. O site ainda revela que o primeiro trailer será revelado...

Crítica | O Sol Também é Uma Estrela

Comédias românticas tendem a seguir uma estrutura narrativa básica. Porém, temos exceções como (o ótimo) 500 Dias Com Ela, filme que revolucionou...