qua, 29 maio 2024

Entrevista – Celso Garcia, CEO da CI Intercâmbio

Publicidade

Aconteceu no último sábado, dia 13 de abril, a Feira CI Experience na cidade de São Paulo, o grande evento foi organizado pela CI Intercâmbio, maior empresa de intercâmbio da América Latina, e foi de suma importância para mostrar aos jovens diferentes opções de cursos e destinos para estudar fora do país.

Nós tivemos o prazer de entrevistar o Celso Garcia, CEO da CI Intercâmbio, que falou da empresa e também sobre como os estudantes podem ingressar em um intercâmbio atualmente.

Confira a entrevista:

Publicidade

Eu gostaria que você falasse da CI Intercâmbio e como ela pode ajudar estudantes a irem para outras partes do mundo?

A CI Intercâmbio tem 35 anos de história, nós completamos em setembro do ano passado 35 anos de história e ao longo desses anos nós já embarcamos mais de 700 mil brasileiros para o exterior, ao longo dessa trajetória toda, nós temos ajudado milhares e milhares de brasileiros a entenderem o que é o Intercâmbio, porque quando nós começamos o intercâmbio não era tão difundido, tão popular quanto é hoje, então nós temos todo o trabalho de concepção de criação de mercado, de desenvolvimento de mercado, a gente se orgulha muito desse nosso histórico e de tudo que a gente tem feito pelo intercâmbio, pela possibilidade dos brasileiros viajarem, conhecerem outros países, outras culturas que isso realmente faz as pessoas mais completas, mais felizes e mais capacitadas para o mercado de trabalho também, então é óbvio que a CI é uma empresa que busca o seu lucro, mas nós sentimos que temos uma função social também, uma função de orientar as pessoas, o nosso compromisso é de poder fazer com que as pessoas entendam o que é o intercâmbio de forma correta, de forma clara, objetiva, ética, porque faz parte de qualquer empresa de sucesso ter uma trajetória de sucesso e de ética ao longo do seu percurso.

Como surgiu a ideia da feira e a parceria com a organização Finest Future da Finlândia?

A parceria com a Finest Future começou ano passado quando o CEO da Finest Future estava no Brasil ele veio visitar a nossa feira, é óbvio que a gente é assediado por muitas organizações o ano todo porque a CI é referência de intercâmbio no Brasil, então quando qualquer escola de fora, qualquer organização educacional no exterior tem interesse no mercado brasileiro, nós temos que estar preparados porque tem grandes chances dessa pessoa consultar a gente, procurar a CI e aconteceu com o Peter também que é o CEO da Finest Future, nos procurou e eu tive uma reunião com ele, e ele apresentou o projeto para nós. Como eu tenho colocado a Finlândia hoje ela não faz parte ainda dos destinos prioritários do mercado brasileiro da CI, mas a CI tem tem vários programas de intercâmbio inclusive a gente tem um programa de estágios no exterior, que nós já mandamos mais de 60 brasileiros para a Finlândia pra fazer estágios mandamos também alguns estudantes para outros programas e a gente aceitou o desafio porque na verdade nós não estamos vendendo apenas um high school, não estamos vendendo apenas um programa de graduação no exterior ou pós graduação, nós estamos vendendo um plano de vida, nesse programa onde o estudante vai ganhar se ele for aprovado no high school né, o nosso ensino médio, ele vai ganhar a educação no nível médio integral, e se ele for bem nesse processo ele vai ter gratuitamente também a sua graduação e eventualmente até a pós graduação que pode ser um mestrado, um doutorado e no final disso se estiver indo bem, ele já vai estar entrosado dentro da cultura e da vida Finlandesa e ele vai ficar normalmente lá porque a Finlândia está fazendo isso porque ela tem carência já hoje e vai aumentar essa carência no futuro de mão de obra especializada de pessoas capacitadas e o brasileiro ele tem o perfil que é muito interessante, um perfil agregador, são pessoas que buscam relacionamento, vencer na vida e que querem oportunidades e que são dedicados, então é isso que estamos juntando, então é uma oportunidade que está sendo oferecida pela Finlândia, das pessoas migrarem pra Finlândia já através da educação de construir suas vidas na Finlândia com educação gratuita e uma oportunidade depois de fixar para sempre residência na Finlândia.

Qual é o destino mais procurado por brasileiros para fazer intercâmbio?

Os cinco principais destinos: Canadá, que é o líder, com os atentados das Torres Gêmeas, o mercado americano ficou bastante fechado, os vistos ficaram mais difíceis de serem emitidos e naquela época o Canadá abriu suas fronteiras, começou a pegar todo esse público e felizmente para o Canadá e para nós também como parceiros, podemos ter excelentes fornecedores no Canadá, ele é o destino número um, depois em segundo lugar vem o Reino Unido, em terceiro lugar o Estados Unidos então são os 3 países principais depois nós temos Austrália e a Irlanda, são países também muito relevantes pra receber os nossos estudantes

Publicidade

Você acredita que atualmente exista uma facilidade maior para quem quer estudar fora do país?

Sem dúvida, cada vez mais o intercâmbio ele é mais popular no mundo todo, quando eu abri a CI a 35 anos atrás eram raríssimas as oportunidades que se tinham pra que a gente pudesse ir para o exterior, além de ser muito raro era muito caro, quer dizer, só quem tinha recursos aqui no Brasil poderia colocar como objetivo de vida estudar fora, era muito comum aqui no Brasil o pessoal estudar aqui, fazer o nível médio na faculdade e depois fazer uma especialização fora. Um mestrado fora, eventualmente um doutorado, com o advento do intercâmbio e depois impulsionados também pelo plano real que foi realmente um marco na história toda do intercâmbio, porque os brasileiros passaram a ter mais poder de compra, então eu acho que isso aí foi muito importante e hoje eu fico feliz quando eu vejo a rede da CI, nós temos unidades praticamente em 22 estados da federação, hoje nós estamos presentes com dezenas de lojas e de vendedores da CI, a gente vê que o intercâmbio não é uma preponderância de pessoas que moram em grandes cidades ou em grandes centros educacionais, nós mesmos da CI temos muitas lojas no interior do Brasil, interior de São Paulo, interior do Rio, interior de Minas Gerais, interior de muitos Estados, interior do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, então eu acho que hoje o intercâmbio é sem dúvida alguma o item que está na pauta de qualquer estudante, de qualquer família que vislumbra realmente uma formação adequada, uma experiência de vida, uma habilidade de poder oferecer para os seus filhos uma oportunidade única que é realmente ter no seu currículo, ter na sua formação uma experiência internacional.

Pela sua experiência, as instituições de ensino internacional enxergam com bons olhos os estudantes brasileiros?

O brasileiro tem uma peculiaridade, nós somos um povo feliz, nos somos um povo bastante expansivo, muitas vezes a gente é barulhento demais mas a gente é sempre bem-vindo em qualquer lugar que a gente vá, é óbvio que a gente tem que separar aquele brasileiro que é o brasileiro do bem, aquele brasileiro que quer construir, que quer se desenvolver, daquele que só quer, digamos assim… aproveitar, tirar vantagem das coisas ou eventualmente não tem um bom comportamento, como qualquer cultura você tem aquelas pessoas que são do bem e tem os que não são tanto, felizmente a grande maioria absoluta são pessoas do bem, pessoas que buscam crescer, são pessoas que são muito bem recebidas, então a gente tem um perfil que é aceito em qualquer local, então muitas vezes quando a gente fala dos nossos fornecedores a gente precisa botar mais os brasileiros na sala de aula, a gente tem que ter mais brasileiros aqui porque os brasileiros são muito positivos, são agregadores, são no geral pessoas que se integram muito bem que interagem muito bem, tanto com professores, com alunos de outras culturas também e isso é um diferencial que faz o brasileiro ser muito procurado não só nos ambientes educacionais mas como também nas empresas que a gente vê, muitos brasileiros que através da educação estão imigrantes, a CI também tem programas interessantes para esse tipo de momento como pra ir pro Canadá, Irlanda, Austrália, onde nós temos unidades, inclusive a CI tem quatro unidades no exterior, então eu acho que a gente está aí realmente pra ajudar os brasileiros e realmente existe uma oportunidade muito grande porque nós temos um potencial enorme de crescimento em todos os sentidos, a gente tem que mandar brasileiros pra fora para que eles aprendam lá fora e também voltem para o Brasil, aprendam a desenvolver tecnologia aqui, ajudem a desenvolver o país aqui e se tiver que ficar lá fora, que fique, na verdade o importante é que a gente sabe claramente onde essa pessoa nasceu, a nacionalidade da pessoa, apenas uma referência né, o mundo hoje ele é aberto pra qualquer pessoa que tenha competência, que tenha vontade e que tenha condições de fazer com que seu destino seja aquele que ele traçou, na minha opinião, é isso que eu vejo sobre como os brasileiros são vistos fora do país

Acesse o site da CI Intercâmbio clicando aqui.

Publicidade

Publicidade

Destaque

Crítica | Uma Ideia de Você

Quando refletimos sobre o estado atual do cinema, é...

The Last of Us | Jeffrey Wright aparece como Isaac em imagem da nova temporada!

A segunda temporada de The Last of Us confirmou recentemente Jeffrey Wright (Westworld)...

Crítica | Jardim dos Desejos

É interessante que Jardim dos Desejos se assemelha muito...
Marcel Botelho
Marcel Botelhohttp://estacaonerd.com
Sou radialista, apresentador de televisão, colunista, redator e escritor, sou apaixonado pela área de comunicação e principalmente por games, desde a minha infância. Como editor e redator da área de games do Estação Nerd, espero levar até vocês muita informação e entretenimento com muita qualidade e alegria.