seg, 15 julho 2024

Entrevista com o Demônio | 7 motivos para assistir ao filme nos cinemas; Confira!

Publicidade

ENTREVISTA COM O DEMÔNIO (Late Night With The Devil) é um dos filmes de terror mais aguardados do ano. O longa, que é dirigido por Colin Cairnes e Cameron Cairnes, chega aos cinemas nesta quinta-feira, 4 de julho, com distribuição da Diamond Films. A trama se baseia em uma noite de terror na TV, no qual o programa Night Owls com Jack Delroy (David Dastmalchian) encontra o sobrenatural em plena noite de Halloween.

A seguir, confira sete motivos para assistir ENTREVISTA COM O DEMÔNIO:

1- Terror found footage – A Bruxa de Blair (1999) foi o principal filme responsável por popularizar essa forma de se fazer um longa de terror. Com amantes em todo o mundo, o gênero ganha uma incrível opção para assistir nos cinemas a partir de 4 de julho.

Publicidade

2- David Dastmalchian – O ator é figurinha carimbada em sucessos recentes de diretores renomados, como Christopher Nolan e Denis Villeneuve. Em ENTREVISTA COM O DEMÔNIO, o artista dá vida a Jack Delroy, um apresentador de TV que vê seu programa perdendo audiência enquanto lida com problemas do passado, como a morte de sua esposa, e também luta pelo próprio sucesso para consolidar seu nome no entretenimento. O programa de Halloween, que é apresentado no filme, vai ao ar no mês seguinte ao fato que mais assombra seus pensamentos: a morte da sua amada. O ator, inclusive, é um grande fã e figurinha carimbada em muitos filmes de terror. Ele também apresenta um podcast entrevistando grandes nomes do gênero, como Mike Flanagan, deitado em um caixão: o Grave Conversation Show.

3- Críticas positivas – O filme estreou no Festival SXSW e conquistou a crítica de imediato. Com uma pontuação de 97% no site Rotten Tomatoes, ENTREVISTA COM O DEMÔNIO é sucesso de crítica. Para o jornal The Guardian, a jornalista Wendy Ide escreveu que o longa é “inteligente, cínico e às vezes diabolicamente engraçado, o longa oferece uma quebra da ideia já definida do gênero possessão demoníaca”; Alissa Wilkinson, ao The New York Times, disse que o filme é “um horror elegante e eficaz de forma rara. Enquanto eu assistia, no meio da exibição, me perguntava se estava assistindo (vendo o programa) na minha TV”; E Dennis Harvey, da Variety, disse que “o novo filme da dupla de diretores aumenta o nível do talento deles em trazer reviravoltas inovadoras para um gênero já familiarizado”.

4- Ambiente dos anos 70 – A trama se passa no Halloween de 77, em que a tentativa de demonstração de poderes paranormais para a audiência do programa sai do controle. O filme entrega o ambiente da época e faz o espectador se questionar se realmente não está assistindo algo que aconteceu décadas passadas. Programas de auditórios são conhecidos por darem espaço para apresentações paranormais, algo que sempre fascinou o público, além de segurar a audiência ao gerar curiosidade e dúvida. Isso é algo que pode ser aplicado tanto nos Estados Unidos, como no Brasil ou na Austrália. Logo, o sentimento de “Eu já vi isso que estou assistindo” pode ser recorrente para os espectadores.

5- Inspirações em grandes diretores – A dupla de diretores indica que, para ENTREVISTA COM O DEMÔNIO, inspiraram-se em filmes de cineastas renomados como “O Rei da Comédia”, de Martin Scorsese, e “Rede de Intrigas”, de Sidney Lumet.

6- The Don Lane Show – Colin Cairnes e Cameron Cairnes contam que o programa fictício “Night Owl” e o personagem Jack Delroy tem forte inspiração em um dos talk shows mais famosos da Austrália (país natal da dupla). No programa, o apresentador Don Lane, que era muito curioso sobre temas sobrenaturais, apresentava caça-fantasmas e médiuns. Os diretores de ENTREVISTA COM O DEMÔNIO ficavam acordados até tarde quando eram mais jovens para assistir ao “The Don Lane Show”.

7- Possessão demoníaca – O gênero do terror é bem amplo e apresenta uma variedade de obras diferentes, mas uma das mais famosas é a possessão e o exorcismo, alcançando e conquistando uma audiência considerável. Em ENTREVISTA COM O DEMÔNIO, o tema é o norte da narrativa, porém não é apenas isso. O filme consegue criar tensão e uma atmosfera de apreensão sem precisar utilizar jump scare ou fórmulas mais tradicionais já conhecidas do gênero. Os diretores buscam utilizar a narrativa a favor deles, trazendo histórias da época, como sociedades secretas, e reviravoltas, construindo lentamente uma sensação de horror.

Publicidade

Publicidade

Destaque

Hiccaro Rodrigues
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]