qua, 29 maio 2024

Entrevista | Peter Vesterbacka, criador dos jogos Angry Birds

Publicidade

Neste último sábado, dia 13 de abril, ocorreu na cidade de São Paulo, uma feira realizada pela CI Intercâmbio, para jovens que pretendem estudar fora do Brasil. O evento contou com a participação de Peter Vesterbacka, criador da franquia de jogos de sucesso Angry Birds e um dos fundadores da organização Finest Future que busca jovens para estudar na Finlândia.

Nós do Estação Nerd tivemos a honra de entrevistá-lo, confira:

Como você começou na indústria de games e como foi o processo criativo da franquia Angry Birds?

Publicidade

Sempre adorei jogar e ganhei meu primeiro computador, o Commodore 64, na década de 80. Crescer jogando ajuda, os pais não devem se preocupar, seus filhos podem entrar em uma das maiores indústrias do planeta. E você sempre aprende quando está jogando. Agora temos até um jogo que você pode jogar para aprender idiomas, Earthlingo. Do português ao finlandês.

A Rovio, a empresa por trás do Angry Birds, começou como uma competição de criação de jogos que organizei em 2003. Niklas, Kim e Jarno, três jovens estudantes da Universidade de Aalto, venceram a competição. Depois de vencer eles vieram até mim e perguntaram o que deveriam fazer. Eu disse a eles para fazerem o que amam, ou seja, criar jogos. Eles começaram na Rovio para fazer o que amam. Acho que esta é uma regra de vida muito importante.

Como aconteceu sua mudança e adaptação a uma nova carreira?

Sempre fui um empreendedor, adoro construir e criar coisas novas. Em 2008 lançamos o Slush, http://slush.org que hoje se tornou o maior e melhor festival de startups do planeta. Isso fez da Estónia, da Finlândia e da Suécia, a Finest Bay Area, o ecossistema de startups per capita de maior sucesso. A maioria das startups per capita e a maior parte do capital de risco investido em startups locais per capita. Todo esse sucesso é construído com base no talento. E precisamos de mais talentos, por isso criamos a Finest Future. Ajudamos os jovens a encontrar o seu melhor futuro na Finlândia através da educação, empreendedorismo e entretenimento. Tornando isso divertido.

Você acredita que por meio desse intercâmbio os jovens brasileiros poderão ingressar no mercado de trabalho de games e tecnologia na Finlândia?

Absolutamente. Já temos muitos brasileiros trabalhando em empresas de jogos finlandesas. Alguns até abriram seus próprios estúdios na Finlândia. E na Finlândia você pode estudar e trabalhar ao mesmo tempo, então eu realmente incentivo os jovens brasileiros a virem para a Finlândia para estudar e trabalhar com games.

Publicidade

Como os jovens brasileiros podem ingressar nesse processo seletivo?

Basta entrar em contato através do site http://FinestFuture.org e você poderá começar imediatamente.

Quais são os principais atrativos do mercado de trabalho da Finlândia?

É uma sociedade muito igualitária e isso também se aplica ao mercado de trabalho. Temos uma grande escassez de talentos, por isso encontrar um emprego se você tiver as habilidades é muito simples. E todos têm a liberdade de buscar o sucesso e a felicidade, então você pode abrir sua própria empresa com muita facilidade. Bem-vindo à Finlândia, o país mais feliz do planeta!

Publicidade

Publicidade

Destaque

Crítica | Uma Ideia de Você

Quando refletimos sobre o estado atual do cinema, é...

The Last of Us | Jeffrey Wright aparece como Isaac em imagem da nova temporada!

A segunda temporada de The Last of Us confirmou recentemente Jeffrey Wright (Westworld)...

Crítica | Jardim dos Desejos

É interessante que Jardim dos Desejos se assemelha muito...
Marcel Botelho
Marcel Botelhohttp://estacaonerd.com
Sou radialista, apresentador de televisão, colunista, redator e escritor, sou apaixonado pela área de comunicação e principalmente por games, desde a minha infância. Como editor e redator da área de games do Estação Nerd, espero levar até vocês muita informação e entretenimento com muita qualidade e alegria.