Existe um Homem-Aranha melhor que os outros?

Veja nossos últimos stories

Cada um tem seu Homem-Aranha favorito, eu sei, tá tudo bem, todo eles são especiais da sua maneira e tudo mais. Então a gente vai falar um pouquinho sobre cada um deles, dos 3 Homem-Aranha do cinema, só que eu vou defender um deles mais lá pro final e explicar porque que ele é o melhor de todos, na minha opinião.

Primeiramente, eu sei que teve lá o Aranha Japonês e algumas adaptações dele antes das mais recentes, mas essas não marcaram muito a história, então vou apenas desconsiderar pra poder falar dos 3 principais, que são os que criaram a imagem que nós temos hoje do cabeça de teia.

Então acaba que tudo começou lá com o Tobey Maguire né, que estrelou 3 filmes na pele de Peter Parker, o Homem-Aranha. E até hoje todo mundo tem aquele carinho especial por ele, por ter sido o primeiro de todos e por ser, como muitos dizem, um Peter mais fiel do que os outros dois.

Realmente é inegável quem em questão de desenvolvimento pessoal dele como Peter, como ser humano, o do Tobey saí bem na frente do que os demais, até por causa da Tia May mais velha sofrendo bem mais com a morte do Tio Ben e sempre dando conselhos valiosos para o Peter.

Outra coisa que muita gente concorda é que o Andrew Garifield foi sim o melhor Homem-Aranha, quase como se ele e o Peter fossem pessoas diferentes com comportamentos diferentes. Mas, uma coisa que sempre é importante de lembrar, é que os filmes do Espetacular Homem-Aranha deixaram a vida pessoal do Peter mais de lado.

Eles opotaram por focar mais em mostrar como o Amigão da Vizinhança agiria em cada situação e lidaria com os problemas da vida. Mas depois eu foco mais nele, lá pro final com um tempinho mais dedicado somente a ele.

- Advertisement -

Só que agora, bem mais recentemente, a gente teve um novo Aranha, interpretado pelo ator Tom Holland, que assim como todos os outros, tem suas qualidade e seus, muitos, defeitos. O Tom não é um ator ruim, e a trama dos seus filmes são realmente interessantes, com uma direção bem maneira. Mas a parte que eu não entendo é porque colocaram um rapaz completamente irresponsável para ser o Peter Parker.

“Mas cara, jovens são assim, e ele só está representando um jovem adolescente qualquer normal por aí”

Sim, mas também não. Porque o Andrew também representava um jovem, também fez suas besteiras, mas nunca foi completamente irresponsável, no máximo desobediente e inconsequente. Chega a ser difícil de tentar entender o que levaria um Peter que teve Tony Stark como quase seu pai e mentor, a dar o seu item mais precioso para um completo estranho, para um cara que era um completo mistério para ele e para a própria SHIELD.

É claro, o Peter gostou dele, confiou nele e deus os óculos. Mas onde foi todo o seu amor pelo Tony e todo respeito que ele tinha por quem realmente colocou o menino nesse mundo de super heróis? Ele pegou tudo isso e jogou fora em questão de segundos, sem pensar duas vezes e sem uma motivação verdadeira.

Agora sim a gente vai pra parte que eu queria chegar, que é falar justamente sobre a irresponsabilidade do Peter Parker, do Homem-Aranha que o ator Andrew Garfield levou para as telonas. Bom, o primeiro filme do Espetacular Homem-Aranha é um filme sobre descoberta de um mundo novo, descoberta de seus poderes e descoberta de seu primeiro amor, que é justamente a Gwen Stacy.

Só que, como a gente sabe, a vontade do Peter de ficar com a Gwen falou mais alto do que a sua obrigação moral de obecer ao pai da menina, o Comissário Stacy, que pediu, enquanto morria, que o Peter mantivesse sua filha longe da vida do Homem-Aranha.

No segundo filme da saga, o Peter ignora completamente o pedido dele, e começa a ser meio que assombrado pelas suas própria promessas vazias, já mostrando que suas ações incosequentes tiveram consequências pesadas e terríveis. E depois disso tudo só piorou, porque além de atrapalhar a Gwen quando ela ia para a faculdade dos seus sonhos, ele acabou deixando sua amada perder a vida enquanto ajudava o Peter na luta contra o Duende Verde do Harry Osborn.

Pra mim, esse é o real ponto alto da versão do aranha que o Andrew Garfield nas mãos do Marc Webb criou, um Peter Parker que vê e sofre pelas consequências de suas ações. Mas calma, calma aí, deixa eu concluir aqui o raciocínio.

Sim, é óbvio que o Peter do Toby também sofreu em sua história, mas tudo que aconteceu de ruim com ele, não foi ele quem causou, não foi ele que teve que aprender com os próprios erros. E, mesmo no que errava, tanto ele quanto o Tom, tinham tudo resolvido no final, sem problemas permanentes a longo prazo para ter que lidar e viver com isso para sempre.

Bom, eu acho que já ficou bem claro o meu Homem-Aranha favorito, mas isso não significa que os outros sejam ruins, e sim que funcionam de forma diferente. Para o meu gosto, o do Andrew tem mais pontos positivos do que os demais, até por misturar mais gêneros de filmes do que ser apenas só mais um filme de herói, como o do Tom Holland é.

Como eu sempre digo, as obras são feitas só pra gente curtir, e não ficar sendo chato e reclamando de cada detalhe. Então vejam todos os filmes, desliga um pouco e cérebro e tenta só curtir e aproveitar essas histórias enquanto come uma pipoquinha e toma um refrigerante. Não precisa ficar escrevendo 300 linhas tentando explicar o seu ponto, até porque ninguém vai ler de verdade.

Lucas Mertenshttps://estacaonerd.com
Eu não sou especialista em nada, mas gosto de criar conteúdo sobre tudo que me diverte. Então seja como for, a ideia é sempre ver o lado bom das obras ao invés de focar só nos defeitos. É basicamente isso mesmo!

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

A Menina que Matou os Pais – Confira a crítica do filme O Menino que Matou Meus Pais – Confira a crítica do filme Os 5 grandes lançamentos da Netflix em Outubro de 2021 What If…? – Confira os easter eggs do sétimo episódio! A Casa Sombria – Confira a crítica do filme Confissões de uma Garota Excluída – Confira a crítica do filme