Lançamento Intrínseca: “E se fosse a gente?”, de Becky Albertalli e Adam Silvera

No dia em que se esbarram em uma agência dos correios em Nova York, Ben e Arthur estão atravessando momentos bem distintos de suas vidas. Fã dos famosos musicais da Broadway, Arthur está de férias e só tem mais quatro semanas até voltar para casa — então ele quer mesmo aproveitar intensamente cada minuto. Ben está num movimento inverso: ele quer se resguardar e ficar um pouco sozinho para superar o fim de um relacionamento, e seu primeiro passo é se livrar da caixa com todas as lembranças do ex-namorado.
 
Se no best-seller Com amor, Simon, Becky Albertalli conquistou o público jovem com sua narrativa sensível sobre um adolescente gay prestes a viver uma história de amor, em E se fosse a gente?, ela se une a Adam Silvera para narrar o encontro de dois garotos que desafiam os poderes do universo para ficar juntos. Quando se conhecem nos correios, fica a impressão de que o mundo está conspirando a favor dos dois — só que eles acabam indo embora sem nem saberem o nome um do outro.
 
Em meio a encontros e desencontros — sempre embalados por referências à cultura pop —, Ben e Arthur se perguntam: e se a vida não for como os musicais da Broadway e os dois não estiverem destinados a se unir? Mas e se estiverem? Aos poucos, eles percebem que às vezes as coisas não precisam ser perfeitas para dar certo. A expectativa em torno do livro era tão alta que, mesmo antes de seu lançamento nos Estados Unidos, E se fosse a gente? teve os direitos de adaptação cinematográfica adquiridos pela mesma produtora responsável pela série 13 Reasons Why.
 
BECKY ALBERTALLI nasceu na Geórgia. É formada em psicologia e por sete anos foi orientadora de um grupo de apoio em Washington para crianças e jovens com não conformidade de gênero. Mora em Atlanta com o marido e os dois filhos. Pela Intrínseca, também publicou Com amor, Simon — que ganhou uma emocionante adaptação para os cinemas —, sua sequência, Leah fora de sintonia, e Os 27 crushes de Molly.
 
ADAM SILVERA é escritor e trabalhou por anos no mercado editorial. Nasceu em Nova York e atualmente mora em Los Angeles, onde escreve em tempo integral. Seus títulos de maior destaque são História é tudo que me deixouLembra aquela vez e They Both Die at the End.
 “Uma história de amor encantadora e doce entre dois garotos muito diferentes.”
Publishers Weekly
E SE FOSSE A GENTE?
Tradução: Viviane Diniz
Páginas: 352
Impresso: R$ 39,90
E-book: R$ 24,90

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...