Lançamento Intrínseca: “Pare com essa merda”, de Gary John Bishop

Carreiras estagnadas, vidas amorosas caóticas e finanças arruinadas. Essas são as queixas de um número crescente de adultos no mundo contemporâneo. E com a roda da insatisfação pessoal e profissional girando cada vez mais depressa, torna-se urgente tocarmos em um assunto delicado: autossabotagem. E para ir além da superfície e mergulhar em todas as questões relativas a esse problema, Gary John Bishop usa uma abordagem direta e provocativa. Pare com essa merda propõe mais que a implementação de clichês positivos e convida o leitor a lidar com problemas que não podem mais ser ignorados. No best-seller do The New York Times lançado no Brasil agora pela Intrínsecao escocês é curto e grosso e pretende dar um fim definitivo às atitudes negativas que nos impedem de crescer.
 
As 208 páginas de Pare com essa merda não devem ser lidas de uma só vez: na breve porém transformadora jornada, o leitor é convidado inúmeras vezes a refletir sobre sua vida e sobre o que o impede de avançar. Bishop, que se considera um apaixonado por empoderar pessoas, incita essa reflexão ativa com o intuito de converter as situações de autossabotagem em triunfo pessoal. Ele aposta em verdade inconvenientes para estourar todas bolhas das zonas de conforto, enquanto oferece as ferramentas necessárias para que cada leitor retome o controle da própria vida.
 
GARY JOHN BISHOP nasceu em Glasgow, Escócia, e já conquistou as listas de mais vendidos do The New York Times com seus livros. Sua abordagem de “filosofia urbana” representa uma nova tendência de empoderamento pessoal e vem produzindo resultados surpreendentes na qualidade de vida e no desempenho de muitas pessoas.
PARE COM ESSA MERDA
Autora: Gary John Bishop
Tradução: Luiz Felipe Fonseca
Editora: Intrínseca
208 páginas
Impresso: R$ 34,90
E-book: R$ 22,90

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...