Liga da Justiça | Ray Fisher revela que não pode falar tudo sobre Joss Whedon: “Eu seria processado”

Semana passada, o ator Ray Fisher, intérprete do Cyborg em Liga da Justiça, acusou o diretor Joss Whedon de ter um comportamento “abusivo e completamente inaceitável” no set do filme. Fisher desde de então ficou quieto sobre o assunto, e agora falou mais sobre o assunto em uma sessão de perguntas e respostas no Instagram:

“Ainda estou sob contrato e sob acordo de não-divulgação. Então, tenho que ter muito cuidado com o que digo e como digo. Caso contrário, posso ser processado até a falência. Portanto, para as pessoas procurando mais detalhes, lamento não poder dar isso a vocês nesse momento. Estou apenas me certificando de fazer as coisas na hora certa, para lidar com a situação da forma adequada, para não fugir da responsabilidade profissional e legal. Isso vai levar algum tempo. Mas vamos fazer e vamos vencer. E eu poderei seguir em frente no mundo.”

De acordo com o cineasta Kevin Smith, fontes lhe disseram que o comportamento de Whedon tinha a ver com ofensas recorrentes ao trabalho feito por Zack Snyder. Joss Whedon não se pronunciou sobre as acusações.

Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

AS MAIS LIDAS