O Código Da Vinci (Ron Howard, 2006)

Embora não seja propriamente sobre Jesus, o livro O Código da Vinci, de Dan Brown, gerou bastante polêmica na época de seu lançamento. O Vaticano chegou a sugerir um boicote à obra, o que obviamente só aumentou sua popularidade e deu mais fama e dinheiro ao autor. A história fictícia do simbologista Robert Langdon, que parte em uma jornada que desafia vários dos dogmas e ensinamentos da Igreja, ganhou o mundo.

A Paixão de Cristo (Mel Gibson, 2004)

Bastante polêmico na época de seu lançamento, neste violento filme, Mel Gibson optou por mostrar os últimos momentos da vida de Jesus. Assim, como se tornou comum na filmografia do diretor, as cenas são difíceis de assistir, regadas a muito sangue, torturas inimagináveis, além de requintes de crueldade e sadismo. O diferente aqui é que os ensinamentos de Jesus são deixados em segundo plano para retratar de forma estilizada seus sofrimentos.

A Fantástica Fábrica de Chocolate (Tim Burton 2005)

Refilmagem do clássico de 1971. O filme conta a história de Charlie, um dos cinco felizardos contemplados com uma visita à fábrica de chocolate de Willy Wonka nesta versão dirigida por Tim Burton.