Marina Abramovic é tema da próxima edição do Ciclo de Cinema e Psicanálise

No dia 13 de agosto, o MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – realiza o Ciclo de Cinema e Psicanálise com exibição do documentário Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil, de Marco Del Fiol e distribuído pela ELO Company. O programa é uma parceria com a Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo e apoio da Folha de S.Paulo. A sessão, que tem entrada gratuita e acontece no Auditório MIS (172 lugares), será seguida de debate com o psicanalista convidado João Frayze-Pereira e com o jornalista Silas Martí. A diretora de Cultura e Comunidade da SBPSP, Luciana Saddi, mediará a conversa.

Sobre o filme

Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil


(Dir. Marco Del Fiol, 2015, Brasil, 86’, documentário, digital)

Em busca de cura pessoal e inspiração artística, Marina Abramović viaja pelo Brasil experimentando rituais sagrados e desbravando os limites entre arte e espiritualidade. Até onde ela iria para compor novas obras de arte? O filme faz um registro etnográfico enquanto observa os processos de apropriação artística e humana de Marina. Ela entra em contato com os rituais do Vale do Amanhecer, o xamanismo na Chapada Diamantina, o candomblé na Bahia e os cristais de Minas Gerais.

Sobre os convidados

João Frayze-Pereira é psicanalista e professor. Graduação, Mestrado, Doutorado e Livre-docência  no Instituto de Psicologia da USP. Pós-doutorado em Estética na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris. Professor do Instituto de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte da USP. Membro efetivo e analista didata da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP) e da International Psychoanalytical Association (IPA). Membro da Euro-Latin American Psychosomatics School (EULAPS), sediada em Moscou, Russia, na qual é supervisor e docente.  Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Association Internationale des Critiques d’Art (AICA). É autor de livros e artigos relacionados aos seguintes campos: Arte e Psicanálise; Estética e Clínica Psicanalítica; Corpo, Arte e Dor; Loucura e Cultura; Crítica às posturas objetivista e subjetivista na Psicologia e na Psicanálise; Crítica de Arte, Psicanálise e Estética da Recepção.

Silas Martí é editor da Ilustrada, caderno de cultura da Folha de S.Paulo. Foi correspondente do jornal em Nova York, repórter da Ilustrada e trainee. Jornalista pela USP e especialista em curadoria e crítica de arte pela PUC-SP, também é mestre em arquitetura e urbanismo pela USP. Estudou história da arte na Università degli Studi di Genova, na Itália, e se especializou na cobertura do mercado da arte contemporânea no Sotheby’s Institute of Art, em Nova York. Em 2015, venceu a bolsa Knight-Wallace Fellows da Universidade de Michigan, pela qual pesquisou em Detroit o quadro de falência urbanística que arrasou a antiga capital do automóvel. Recebeu o prêmio Antônio Bento da Associação Brasileira de Críticos de Arte por difusão das artes visuais na mídia.

Sobre o Ciclo de Cinema e Psicanálise

A cada edição o ciclo traz um filme em longa-metragem (ficcional ou documental) seguido de debate com um jornalista e um psicanalista convidado. Em seguida, o público pode participar com perguntas, integrando novas perspectivas sobre a obra discutida. A temporada 2019 está dividida em cinco temas, exibindo dois filmes de cada, sendo eles: Sexualidade, Violência, Poder, Religião e Infância. A edição de Agosto é a segunda dentro do módulo ‘Mal-estar na civilização e religião’.

O ciclo pretende discutir, à luz da Psicanálise, algumas questões suscitadas por obras do cinema moderno e contemporâneo, e proporcionar também formas transdisciplinares de compreensão. O tema, que norteia os debates e a seleção dos filmes, surgiu a partir do ensaio O mal-estar na civilização(1929), escrito por Freud. Neste, o psicanalista afirmava que o progresso civilizatório e tecnológico cobrava elevado preço do indivíduo. Exigia renunciar à agressividade e à sexualidade – como esforço necessário ao desenvolvimento civilizador. Por consequência, o homem se tornava refém do sentimento de culpa inconsciente e de constante mal-estar, ambos impeditivos da fruição da felicidade.

CICLO DE CINEMA E PSICANÁLISE | AGOSTO | ESPAÇO ALÉM – MARINA ABRAMOVIC E O BRASIL

DATA 13.08, terça-feira

HORÁRIO 19h

LOCAL Auditório MIS

INGRESSO Gratuito. Ingressos distribuídos uma hora antes na Recepção MIS

CLASSIFICAÇÃO 14 anos

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo| (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 18
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...

Marvel’s Avengers | Game dos Vingadores ganha vídeo de 18 minutos

Marvel’s Avengers, game de nova geração que trará uma história original dos Vingadores para consoles, ganhou uma prévia estendida bem detalhada nesta...