Nintendo Switch Lite – Vale mesmo a pena?

Recentemente a Nintendo anunciou o Nintendo Switch Lite, uma versão menor e mais barata do seu console da atualidade.

O Nintendo Switch original foi lançado no dia 03/03/2017 e depois de mais de dois anos, já era esperada alguma novidade.

As principais diferenças entre os dois consoles são: tamanho, peso, resistência e funcionalidades.


A bateria também melhorou um pouco. No Nintendo Switch Lite, ela dura de 30 minutos 60 minutos, mais do que no Nintendo Switch convencional, dependendo do jogo.

Por ser uma diferença tão pequena, não considero uma mudança significativa que merece destaque. Provavelmente isso acontece devido ao fato da tela ser menor e não à uma mudança na bateria.

A diferença de tamanho é considerável, como podem ver na imagem acima e somando isso ao fato do Nintendo Switch Lite ter ficado cerca de 25% mais leve, faz com que ele seja mais prático na hora de ser transportado.

Como o Lite tem menos peças móveis, já que os controles não são mais destacáveis, isso o aumenta a resistencia à impactos e ideal para crianças.

Outra funcionalidade importante que a versão Lite perdeu foi a conectividade com a TV e alem disso, ele também perde a função de jogar no modo table-top, que é quando deixamos a tela sozinha e destacamos os controles para jogar como se fosse uma mini TV.

O Nintendo Switch Lite é uma peça única, ou seja, com isso os controles perdem os sensores de movimento, então, jogos como 1,2 Switch, Super Mario Party, Arms e outros, se tornam incompatíveis ou tem as opções de jogabilidade reduzidas.

Este problema pode ser resolvido caso o jogador compre um controle de movimento separado (supondo que sejam compatíveis). Isso se tornará algo obrigatório, no caso de quem quer jogar com um player 2 localmente.

Quem tem o Switch convencional pode jogar vários jogos de dois jogadores sem precisar gastar com um novo controle, pois os joy con que vem na caixa suprem essa necessidade.

E por último, sem os sensores de movimento e câmera infravermelho dos controles, é impossível usar os acessórios do Nintendo Labo.

Veredito: Nintendo Switch Lite vale ou não a pena?

Se você quer um console portátil e não liga para os controles de movimento, não pretende jogar na TV e prefere jogar sozinho, a versão Lite é pra você. Por ser menor, mais leve, mais resistente e mais barato, com certeza vale a pena.

Mas se você não quer apenas um portátil e gosta de jogar na TV, com dois ou mais jogadores (local) e curte os jogos que usam os sensores de movimento, o Nintendo Switch convencional é a melhor opção.

Macaoshttps://estacaonerd.com/games
Macaos - Graduado em Jogos Digitais e desde 1998. escrevendo em sites e fóruns de games. Antes disso, colaborador em locadoras de games no início da década de 90; Emfim... um Old Gamer com muita experiência.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...

Crítica | The I-Land – 1ª Temporada

The I-Land , nova série da Netflix possui a seguinte sinopse: Dez pessoas acordam em uma ilha traiçoeira, sem memória de quem...