sex, 3 fevereiro 2023

Nova cinema indie brasileiro é tema dos painéis da O2 Play na CCXP

Publicidade

O2 Play, distribuidora do grupo O2 Filmes, estará presente com dois painéis exclusivos na CCXP 2022, evento de cultura pop e geek mais visitado do mundo. Realizado e organizado pelo Omelete Company, a edição brasileira da CCXP atrai milhares de fãs de filmes, séries, HQs e música. 

Intitulado “O2 Play e o Novo Cinema Indie Brasileiro”, o primeiro painel está marcado para sábado, 3 de dezembro, às 12h30, no palco Ultra. O jornalista Roberto Sadovski será responsável por mediar e bater um papo com os talentos de três filmes nacionais. Para começar, o diretor Claudio Borrelli e o artista Cripta Djan falam sobre “Urubus”, produzido por Fernando Meirelles  o homenageado da edição deste ano pelos 20 anos de “Cidade de Deus” , vencedor da 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e ainda inédito nos cinemas. Na sequência, a diretora Mariana Bastos, a atriz Valentina Herszage e o ator Emílio de Mello dialogam sobre “Raquel 1:1”, único filme selecionado para o Festival SXSW 2022, com previsão de estreia para março de 2023 nos cinemas. Fechando o talk, o diretor Iberê Carvalho, o ator e cantor Paulo Miklos e o rapper Thaíde, divulgam “O Homem Cordial”, também inédito no circuito. 

O segundo painel da O2 Play acontece no domingo, 4 de dezembro, às 12h30, também no palco Ultra. A ocasião marca a première do longa-metragem “Ciclo”. Após a exibição, Antonio Tabet irá moderar uma sessão de perguntas e respostas com o diretor Ian SBF, o produtor PH Souza e o ator Daniel Furlan. 

Publicidade

Sobre “Urubus”

São Paulo. Na quarta maior cidade do mundo, onde a pichação cobre mais muros e prédios do que em qualquer outro lugar do planeta, Trinchas comanda um grupo de pichadores que escala os edifícios mais altos para deixar sua marca. Quando Trinchas conhece Valéria, uma estudante de arte, seus mundos colidem resultando na invasão da 28ª Bienal de São Paulo. A partir de então, a pichação ocupa seu lugar no mundo da arte e o bando de jovens invisíveis da periferia, torna-se protagonista de um polêmico debate cultural.

Sobre “Raquel 1:1”

O filme narra a história de Raquel, que ao chegar a uma pequena cidade do interior, vive um misterioso acontecimento que lhe faz embarcar numa controversa missão ligada à Bíblia e a traumas de seu passado. Valentina Herszage, vencedora do prêmio de melhor interpretação Bisatto d’Oro, no Festival de Veneza, protagoniza o filme, ao lado de Emílio de Mello, Eduarda Samara, Ravel Andrade e Priscila Bittencourt.

Sobre “O Homem Cordial”

Aurélio Sá (Paulo Miklos) é o vocalista de uma banda de punk rock que tem sido sistematicamente perseguido devido à morte de um policial, na qual ele estaria envolvido. Apesar das constantes ameaças, Aurélio sempre recusou ter qualquer responsabilidade no ato. Ao tentar fugir de manifestantes, ele conhece uma jornalista (Dandara de Morais) que deseja não apenas ouvir o lado do cantor, mas também contar com sua ajuda para encontrar o pequeno Matheus, um garoto que está desaparecido desde a confusão.

Publicidade

Sobre “Ciclo”

“Ciclo” é um filme de ficção científica dirigido por Ian SBF e protagonizado por Daniel Furlan, Felipe Abib e Danielle Ornelas. O longa apresenta um futuro distópico, no qual as coisas saíram ainda mais do controle e o que seria apenas uma quarentena virou o novo e bizarro normal.

Publicidade

Destaque

Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: hiccaro.rodrigues@estacaonerd.com

Deixe um comentário