Os 5 Games Mais Famosos da Última Década que Foram Banidos

Quer você se lembre do seu antigo Atari, das infindáveis horas jogando Super Mario World no seu Super Nintendo, seus primeiros CDs no Playstation (e aqueles momentos de tensão jogando Metal Gear Solid), ou a carnificina do Grand Theft Auto V no seu Xbox 360, ou as noites que você virou jogando seu Playstation 4 que ganhou no último natal (ou seu MMO favorito), os games com certeza fizeram, fazem e ainda vão fazer parte da sua vida.

Mas, na lista dos games amados, há também aqueles que foram banidos por uma razão ou outra. Vamos conferir, aqui, uma lista com cinco títulos de peso que acabaram caindo em alguma lista negra – e como conseguir acessá-los por meio de uma VPN. “Mas o que é VPN?”, você deve estar se perguntando. Bom, aguenta firme que, no final, explicaremos.

1. Command & Conquer: Generals

Nossa lista começa com o título Command & Conquer: Generals, que foi banido do mercado chinês por alguns “pequenos” detalhes: a campanha chinesa começa com a destruição nuclear de Beijing e, no decorrer das fases, o Centro de Convenções de Hong Kong também é varrido do mapa, assim como a imponente Represa das Três Gargantas.


O governo da China baniu a comercialização do título no país. Nesse caso, a curiosidade dos jogadores não ajudou muito: a maioria daqueles que conseguiram piratear o título se sentiram ofendidos com a possibilidade de bombardear a Praça Tian’anmen (mais conhecida como Praça da Paz Celestial).

2. Outlast 2

Na Austrália, o jogo Outlast 2 (criado para os consoles PlayStation 4, Nintendo Switch, Xbox One e sistemas operacionais Microsoft Windows e Mac OS Classic) foi banido por dois dias.

Tudo bem que o jogo é realmente grotesco: há pessoas empaladas, sangue e, para piorar, um monte de crianças mortas. Tudo isso, juntamente com a inclusão de “violência sexual”, jogou o game contra vários critérios do Australian Ratings Board (“Conselho Australiano de Classificações”), o qual se recusou a permitir o título mesmo com uma classificação R18 (a mais exigente).

Só que a produtora do jogo, a Red Barrels, havia enviado a filmagem errada para o comitê de classificação, que não representava o produto em sua versão final. Depois de resolver esse mal entendido, o governo da Austrália acabou liberando esse “doce” jogo.

3. Battlefield 3

Nosso terceiro item da lista teve as vendas proibidas no Irã graças a uma cutscene na qual soldados estadunidenses fazem cerco à cidade de Teerã, capital do país. O anúncio de proibição acabou por motivar multidões de jogadores a saquear todas as lojas em que o título ainda estivava disponível. Do outro lado, uma petição com mais de 5000 assinaturas acusou o jogo de criar um sentimento de terror contra o Irã, prejudicando a imagem do país diante da comunidade internacional.

Com tamanhas tensões entre Irã e EUA, mesmo o mundo dos games pode piorar as coisas. O irônico é que a EA, que é responsável pelo Battlefield, não possui revendedores oficiais no Irã e não fez nenhum lançamento para o país. Ou seja, o jogo entrou ilegalmente no mercado iraniano.

4. Dead Rising 3

Criado para Xbox One e Microsoft Windows, o título Dead Rising 3 foi banido da Alemanha (que, dentre os países europeus, é considerado como o lugar com as restrições aos games mais rígidas) porque, de acordo com as autoridades alemãs responsáveis por classificar os jogos(no caso, a Bundesprüfstelle für jugendgefährdende Medien), os inimigos tinham características excessivamente humanas. Bem, isso seria algo bastante óbvio pra zumbis, mas a legislação alemã coloca restrições muito fortes em qualquer game que permita matar inimigos humanos ou com aparência humana.

Então, tenha mais consideração pela dignidade dos zumbis na próxima vez em que der headshot em um deles.

5. Call of Duty: Black Ops

Nosso último item foi banido do Paquistão por, de acordo com o governo, transmitir uma imagem muito negativa do país. É verdade que, em essência, Call of Duty: Black Ops aborda o Paquistão como essencial e unicamente um local de terrorismo.

Mas não houve muita comunicação, pelo que parece, com os principais envolvidos nessa decisão: os vendedores e os compradores de games. No mesmo dia da proibição, a maior parte dos donos de lojas de jogos sequer sabia da decisão do governo. Um deles, dono da maior loja de games de Islamabad, disse que, mesmo sabendo da proibição, não iria deixar de vender o título.

Medal of Honor: Warfighter foi também banido do Paquistão pelo mesmo motivo.

Com essa pequena lista, resta uma dica valiosa pra qualquer gamer que queira “contornar” essa censura: utilizar um provedor VPN. Mas, o que é VPN? É um provedor de rede privado que permite criptografar o fluxo de dados da sua conexão, proteger sua rede e alterar seu endereço IP.

Muitos desses bloqueios são feitos com base nos dados de localização do dispositivo do usuário. Alterar seu endereço IP para regiões onde essas restrições não existem é um modo interessante de burlá-las. E é justamente isso que uma VPN faz.

Além disso, esses serviços melhoram sua velocidade de conexão caso você queira aproveitar aspectos multiplayer desses títulos, porque impede que seu provedor de internet reduza sua velocidade de internet.

Essa é uma ótima dica caso você queira despedaçar zumbis, ainda que esteja na Alemanha.

Uillian Magelahttps://estacaonerd.com
Co-Criador do Estação Nerd. Chamo ele de filho sim. Já fui crítico para o Blog Preguiça Alheia e para a CINEART. Palestrante nas edições da Campus Party. Mantenho a paixão por cinema desde criança e meu maior sonho é ter um sabre de luz para cortar a lua ao meio. A, SEMPRE escolha a pílula azul. Não faça como eu!

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...