P. J. MAIA estará presente na FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty

O estreante escritor P. J. Maia, de “Espírito Perdido” (“The Missing Spirit” na versão gringa) recentemente lançado nas livrarias brasileiras e na versão original, nos Estados Unidos, irá participar da 17º FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, que neste ano acontece de 10 a 14 de Julho em Paraty, no estado do Rio de Janeiro.  

P. J. Maia irá integrar a mesa “Os Segredos da Autopublicação” na Casa PubliNews ao lado dos autores Luisa Peleja, Patricia Pappalardo e A. N. Bruno com mediação de Stephanie, gerente de marketing da editora Labrador. Os autores irão contar como começaram a escrever, a concepção do processo criativo até achar a Editora Labrador para publicação. O evento acontecerá na sexta-feira, dia 12, a partir das 14h.

Serviço:


Mesa “Os Segredos da Autopublicação”

Onde? Casa PubliNews – Rua Dr. Pereira, 396, Paraty

Que horas? 14h

Com quem? P.J. Maia, Luisa Peleja, Patricia Pappalardo e A. N. Bruno e Stephanie Winkler, gerente de Marketing da Ed Lavrador

Minibios dos participantes:

P. J. Maia nasceu em 1986, em Campo Grande – MS. É filho de mãe engenheira e pai empresário, e tem um irmão mais velho artista plástico. Quando criança era fascinado por idiomas e fábulas fantásticas. Aos 15 anos, já fluente em inglês, foi morar nos Estados Unidos, onde seus colegas apelidaram-no de P. J. (apelido que emprega até hoje). Sob a recomendação de sua professora de inglês em Sioux Falls, Dakota do Sul, P. J. entrou na Associação de Escritores de sua escola. Mais tarde, se formou em Rádio & TV na Fundação Armando Álvares Penteado em São Paulo e se mudou para Nova York, onde estudou roteiro de cinema na NYU e começou uma carreira como produtor audiovisual. Desde então, vive entre dois mundos, criando aventuras em sua mente.

Luísa Peleja nasceu em 1991, em Brasília, Capital Federal. Desde pequena mostrava interesse pelas letras e a vida a levou para o Jornalismo. Formada pelo UniCEUB, Luísa trabalha com produção de conteúdo para mídias sociais. Em sua página do Instagram, compartilha seu estilo de vida, roteiro de viagens e todas as aventuras de uma jovem adulta pelo mundo. Desde 2016, quando resolveu publicar suas crônicas na página que carrega seu nome, se aventura como cronista — não por profissão, mas por paixão em compartilhar pensamentos e alcançar mais pessoas por meio das palavras. Tudo regado com muito amor.

A. N. Bruno é psiquiatra e professor universitário. Formado em escrita criativa pela PUC-RS, perambula entre realidades fantásticas recolhendo histórias e conhecimentos mais profundos do que a realidade pode mostrar. Usa todo o tempo à sua disposição para ler, assistir a filmes e séries e cavar mais no universo do fantástico. Vive em São Paulo com a esposa e filho.

Patrícia Pappalardo, nasceu em São Paulo em 1962, e estudou na mesma escola católica do primário ao colegial. Desde pequena, gostava muito de ler e inventar histórias, e, aos 16 anos, escreveu seu primeiro livro. Decidiu seguir a carreira de jornalista e, durante o curso, sua facilidade com a escrita foi se confirmando cada vez mais, quando começou a carreira de revisora no jornal “Estado de S. Paulo” – sem nunca deixar de escrever e criar os próprios textos. Trabalhou também na revista “IstoÉ” e no jornal “Meio & Mensagem”, dedicada a manter as regras e a excelência da língua portuguesa. Apesar de ter formação religiosa, Patrícia nunca se intimidou com o tema sexo. O gosto pela literatura erótica sempre a acompanhou: lia e assistia todo o material ligado ao assunto que caía em suas mãos. Finalmente, criou coragem de tornar público àquilo que produziu durante todos esses anos e “Adonis & Afrodite” parece ser apenas a ponta de um grande iceberg.

Stephanie Winkler é gerente de marketing da Editora Labrador. É Formada em Letras e mestre em Literatura pela UnB e mestre em editoração pela Universidade de Londres. Já trabalhou na área de autopublicação na empresa britânica Authoright.

Sobre ESPÍRITO PERDIDO: Há duzentos mil anos, várias espécies proto-humanas vagavam pela Terra. Entre elas, uma não foi documentada: os Divinos. Esse povo imortal tinha dons e habilidades fenomenais, alimentados por um mineral misterioso remanescente de um asteroide conhecido como pedrazul.

Espírito Perdido começa num momento em que a sociedade Divina se tornou altamente sofisticada, enquanto os povos selvagens do mundo exterior ainda lutam para fazer fogo, caçar gigantes lanosos e sobreviver a uma árdua Era do Gelo.

Vivendo em Lúmen, coração da civilização Divina, KEANA MILFORT é uma garota de quinze anos que sempre foi diferente. Sua pele negra descorada e seus cabelos e olhos cor de mel são lembretes dolorosos de sua herança desconhecida. Mas agora, à beira da idade adulta, outra coisa fez com que se destacasse: todos da sua idade receberam um convite para se candidatar à LÚMEN ACADEMIA. Todos menos ela. O evento de transição é o momento em que os jovens descobrem se receberão seus próprios poderes sobrenaturais ou se serão dispensados e forçados a entrar para a desprezível categoria de REGULAR.

Frustrada por não receber um convite, a jovem não consegue se conformar com um destino angustiante como regular e decide agir. Mas se Keana conseguir trazer à luz sua herança proibida, os Divinos poderão ter de fazer sacrifícios para proteger seus poderes, seu privilégio e sua imortalidade. Mesmo que esse sacrifício seja a vida dela.

Redes Sociais:Facebook: https://www.facebook.com/LivroEspiritoPerdido/

Instagram:https://www.instagram.com/eternitydeparts/

Twitter: https://twitter.com/eternitydeparts

Facebook do autor: https://www.facebook.com/PJMaiaAuthor/

Instagram do autor: https://www.instagram.com/a_blinkin/

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

AS MAIS LIDAS

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...

Crítica | As Panteras

Em 1976 foi ao ar nos Estados Unidos o primeiro capítulo da série "Charlie's Angels" (As Panteras, no Brasil). O seriado foi...