Perry Mason recria Los Angeles na década de 1930

PERRY MASON, série de sucesso da HBO, exibida aos domingos, às 22h, revela a origem e trajetória do investigador mais famoso da ficção norte-americana do século XX. Para isso, a produção transporta o público para a década de 1930 em Los Angeles, por meio de uma recriação minuciosa daquela época conturbada.

Impactada pela Grande Depressão, a cidade sofria com violência e corrupção policial, enquanto boa parte da população estava envolvida de alguma maneira em atividades ilícitas. Apesar da crise, a indústria do entretenimento se mantinha ativa e Hollywood emergia em uma velocidade admirável. Entre os elementos fundamentais da ambientação está o contraste entre o centro cosmopolita – marcado pela opulência dos carros, festas e celebridades que surgiam com o sucesso do cinema falado – e os arredores rurais, regiões castigadas pelo desemprego e falta de perspectiva.

Sets de filmagem – A experiência imersiva que a série proporciona é o resultado de cerca de seis meses de filmagem e mais de 130 locações. A equipe procurou contemplar fatos históricos e abordar o crescimento de Los Angeles em paralelo à narrativa inédita de origem do protagonista. Consultores, como o historiador William Deverell, contribuíram para a elaboração dos detalhes dos ambientes, linguagens e figurinos.


Uma das locações mais emblemáticas da temporada de estreia é o funicular Angels Flight, que existe até hoje em Bunker Hill, no centro de Los Angeles. O atual não é mais como retratado na época, por isso efeitos visuais reconstruíram todos os elementos ao redor do vagão original.

Outra imagem recriada é a das trincheiras da guerra na França em 1916, época muito traumática na vida de Perry Mason. As trincheiras foram escavadas durante duas semanas em um terreno acidentado e depois crateras enormes foram feitas para simular a explosão de bombas.

O templo da Irmã Alice, interpretada por Tatiana Maslany, também é cenário emblemático na série. O palco de seus sermões teve a fachada e seu interior construídos em duas locações distintas. Criada a partir de um salão de eventos, a parte interna conta com bancadas para o coro em volta de um estrado. A iluminação similar à de um ringue de boxe, atribui um caráter de espetáculo aos sermões da líder religiosa.

Figurino – A caracterização da época não se estendeu apenas aos cenários e abrangeu a expressão estética da psicologia de cada personagem, principalmente de Perry Mason. O protagonista enfrenta problemas com alcoolismo, um divórcio recente, dificuldades econômicas e traumas da guerra.

A produção do figurino demandou muita pesquisa e imagens do período auxiliaram na composição dos trajes, com o objetivo de apresentar a história, os propósitos e procedência de cada personagem de maneira única. Um exército de pessoas participou desse desenvolvimento e algumas gravações contaram com 350 a 450 figurantes caracterizados no set. Brilhos e cetim simbolizavam os ambientes dos glamorosos estúdios, enquanto os impactos da Grande Depressão ficam claros nos personagens que circulam sem comida ou dinheiro. As paletas de cores e as texturas específicas criam uma representação visual impactante destes mundos contrastantes.

O chapéu de Mason – Entre os elementos mais icônicos na caracterização está o chapéu Fedora de Mason, destinado a se tornar uma extensão do corpo do protagonista. Até o modo como Matthew Rhys tira e coloca o acessório constantemente foi pensado com atenção. Inúmeros modelos foram testados, e o escolhido chegou a ganhar uma mancha gasta pela repetição do movimento ao longo do tempo. O chapéu e a jaqueta de Mason são elementos estéticos que refletiram seu estado de ânimo durante a maior parte da temporada. 

Os adornos característicos dos demais personagens principais foram escolhidos com a mesma dedicação. As influências para a caracterização da Irmã Alice vieram de uma líder evangélica da época em Los Angeles, a irmã Aimee Semple McPherson. Para a secretária Della, retratos de profissionais feitos pelo fotógrafo George Watson foram utilizadas. Porém, sua personalidade forte é refletida em looks mais avançados ao longo dos episódios. Outra mulher importante na trama é Lupe, que teve a sua imagem desenvolvida a partir de referências a Amelia Earhart e outras pilotas da época. Joias vintage e casacos de pele caracterizam esta mulher à frente do seu tempo. 

PERRY MASON está disponível na HBO e na HBO GO.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Battlestar Galactica | Fãs arrecadam dinheiro para pagar tratamento de ator da série

Os fãs estão arrecadando dinheiro online para os cuidados médicos do ator de "Battlestar Galactica" Michael Hogan, depois que ele teve uma queda grave em fevereiro....

007: Sem Tempo Para Morrer | Novo comercial tem CENAS INÉDITAS reveladas; Confira!

007: Sem Tempo Para Morrer acaba de ganhar um novo comercial com cenas inéditas. Confira: https://www.youtube.com/watch?v=IfCd_NySHgY&feature=emb_title

Girl | Thriller de vingança terá Bella Thorne como protagonista

A Screen Media adquiriu os direitos americanos do thriller de vingança de Chad Faust, Girl , que é estrelado por Bella Thorne (A Babá: Rainha...