Segundo o jornal americano The New York Times, a Disney que vem preparando há algum tempo seu próprio serviço online, onde disponibilizará aos assinantes não apenas seus maiores sucessos como também conteúdos inéditos e exclusivos para a plataforma, já colocou em produção séries derivadas da animação Monstros S.a. e do drama teen High School Musical, e tem uma lista de projetos em vista para ajudar a alavancar o serviço – que já está sendo chamado de “Disneyflix” pela mídia local, apesar de ainda não ter um nome oficial.

Entre eles, estão versões em live action de A Dama E O Vagabundo e A Espada Era a Lei, um remake de Três Solteirões E Um Bebê e uma nova série dos Muppets. Há, ainda, planos para novas séries da Marvel (que, hoje, estão concentradas na Netflix) e para uma nova temporada da série Star Wars: Clone Wars.

Entre as produções originais, a plataforma ganhará um longa de época chamado Togo, sobre um cão de trenó, e outro chamado Noelle, sobre a filha do Papai Noel (vivida por Anna Kendrick). Também estão nos planos um filme sobre uma escola de magia chamado The Paper Magician e a adaptação do romance adolescente Stargirl (Jerry Spinelli).

O novo serviço por assinatura ainda não tem data para ser lançado, mas a previsão é que chegue ao público em 2019.