Projeto ‘Caixa de Pandora’, parceria entre Cinépolis e Pandora, anuncia próximos lançamentos

Depois de uma pausa nas férias escolares, o projeto CAIXA DE PANDORA, parceria entre a rede Cinépolis e a distribuidora Pandora Filmes, retorna em agosto com filmes inéditos e premiados. No segundo semestre de 2019, 20 salas da rede, em 13 Estados, exibirão as produções independentes, ampliando o repertório disponível em muitas cidades fora do eixo Rio-São Paulo.    

mldmpfoto

Uma novidade importante é que  o valor do ingresso foi revisto e, a partir de agosto, passa a ser de R$ 12,00 inteira e R$ 6,00 meia. Os filmes continuam a ser exibidos em horário nobre, ou seja, após 18h. Após avaliação, alguns complexos saíram e outros entraram.    

“Após os primeiros meses do projeto, pudemos fazer uma balanço e melhorá-lo. Junto à Cinépolis revimos o circuito e adequamos o valor do ingresso, chegando a um formato que agrade ao público que gosta de cinema”, comenta André Sturm.    


“A Cinépolis é uma assídua incentivadora do cinema de arte, bem como de filmes independentes, e a continuidade do projeto é importante para formação de público.  Além disso, o Caixa de Pandora propicia a discussão de temas contemporâneos abordados na maioria dos filmes exibidos, possibilitando a reflexão cultural do público”, afirma o presidente da Cinépolis Brasil, Luiz Gonzaga de Luca    

“A Pandora continua selecionando filmes de qualidade artística com potencial de agradar ao público que busca um cinema potente e diversificado e que chega tão pouco aos cinemas de shopping e multiplex”, comenta Paula Cosenza, sócia da Pandora Filmes.   

O próximo filme a ser lançado, em 29 de agosto, é “Minha Lua de Mel Polonesa“, uma deliciosa comédia dirigida por Elise Otzenberger. No filme, um casal francês, de origem judaica, decide fazer uma viagem romântica para Polônia. Ele não está muito empolgado, já ela não vê a hora de conhecer a cidade natal de sua avó. Nessa esperança de se reconectar com suas raízes, ela acaba descobrindo mais do que esperava sobre sua família.     

Em 12 de setembro estreia “Adeus à Noite“, de André Téchiné. O longa, selecionado para o último Festival de Berlim, traz Catherine Deneuve no papel de uma avó que precisa compreender o que está acontecendo com seu neto, antes que seja tarde demais para o garoto. Ainda em setembro, chega aos cinemas “O Menino que Fazia Rir“, de Caroline Link, diretora do vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro “Nenhum Lugar na África”.     

Papicha“, um dos destaque do Festival de Cannes 2019, é o lançamento de outubro da CAIXA DE PANDORA. O primeiro longa de Mounia Meddour foi o escolhido para representar a Argélia na disputa por uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2020.     

SOBRE OS FILMES   

29/8 – Minha Lua de Mel Polonesa   
Direção: Elise Otzenberger    
Anna e Adam, um jovem casal de Paris com origens judaicas polonesas, partem pela primeira vez rumo à Polônia. Eles foram convidados para comemorar os 75 anos da destruição da comunidade de nascimento do avô de Adam. Enquanto ele parece pouco animado com a viagem, Anna está ansiosa para descobrir o país, que também é a terra natal de sua avó. Finalmente, lá vão eles em busca de suas origens em uma jornada cheia de surpresas, durante a qual não encontrarão exatamente o que procuram.    

12/9 – Adeus à Noite   
Direção: André Téchiné    
Muriel está emocionada ao ver Alex, seu neto, que veio passar alguns dias na casa dela, antes de ir morar no Canadá. Intrigada com o comportamento do rapaz, Muriel logo descobre que ele está mentindo para ela. A verdade é que Alex está se preparando para uma outra vida. Desesperada, ela terá de agir muito rapidamente.    

26/9 – O Menino que Fazia Rir   
Direção: Caroline Link    
Alemanha, 1972. Hans-Peter é um menino gordinho de nove anos que cresce na segurança de sua família e de parentes que adoram se divertir. À primeira vista, ele pode não ser o cara mais popular, mas ele tem um talento para fazer os outros rirem, o que ele refina diariamente na loja da esquina de sua avó. No entanto, sua mãe, outrora uma mulher alegre, fica mais e mais deprimida depois de uma operação. Então, o pai do garoto o deixa sob os cuidados de suas duas avós, ambas com grandes corações e fortes personalidades. Esse apoio afetivo faz com que Hans-Peter sobreviva ao tumulto emocional e use seus talentos cômicos para curar suas feridas e fazer as pessoas rirem junto com ele.    

31/10 – Papicha   
Direção: Mounia Meddour    
Argélia, anos 1990. Nedjma, uma estudante de 18 anos apaixonada por design de moda, se recusa a deixar que os trágicos acontecimentos da Guerra Civil da Argélia a impeçam de experimentar uma vida normal e sair à noite com sua amiga Wassila. À medida que o clima social se torna mais conservador, ela rejeita as novas proibições impostas pelos radicais e decide lutar por sua liberdade e independência apresentando um desfile de moda.    

COMPLEXOS CINÉPOLIS QUE PARTICIPAM DA CAIXA DE PANDORA   

Barueri (SP) –  Cinépolis Iguatemi Alphaville    
Bauru (SP) – Cinépolis Bauru*    
Belém (PA) –  Cinépolis Parque Belém    
Campinas (SP) – Cinépolis Campinas Galleria    
Cuiabá (MS) – Cinépolis Estação Cuiabá    
Curitiba  (PR) – Cinépolis Pátio Batel    
Fortaleza (CE) – Cinépolis RioMar Fortaleza    
João Pessoa (PB) – Cinépolis Manaíra    
Jundiaí (SP) – Cinépolis Jundiaí Shopping*    
Manaus (AM) – Cinépolis Millenium    
Natal (RN) -Cinépolis Natal Shopping    
Olinda (PE) – Cinépolis Patteo Olinda    
Ribeirão Preto (SP) – Cinépolis Santa Úrsula    
Rio de Janeiro (RJ) – Cinépolis Rio Design    
Salvador (BA) – Cinépolis Bela Vista    
São José do Rio Preto (SP) – Cinépolis Iguatemi São José do Rio Preto*    
São Luís (MA) – Cinépolis São Luís    
São Paulo (SP) – Cinépolis JK Iguatemi    
Sorocaba (SP) – Cinépolis Iguatemi Esplanada    
Teresina (PI) – Cinépolis Rio Poty    

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...