Coração Satânico, 2017Título: Coração satânico
Autor: William Hjortsberg
Tradução: Carla Madeira
Editora: Darkside Books
Ano: 2017
Páginas: 320

 

Sinopse

Coração Satânico se passa em Nova York, em 1959. Harry Angel é um detetive particular contratado para encontrar Johnny Favorite, um músico famoso que desaparecera após a Segunda Guerra Mundial. Psicologicamente transtornado com os campos de batalha, Johnny retornaria aos Estados Unidos em estado catatônico. Dias depois, ele some do hospital de veteranos, sem deixar rastros. O caso leva Harry Angel a se envolver com seguidores do vodu, assassinatos e um cliente que não ousa perdoar velhas dívidas.

Foto: Daniela Mattos

Resenha | Coração Satânico de William Hjortsberg

Tenho o hábito de ler os livros sem referências prévias, quase não leio resenhas, pego por cima alguma opinião. E para essa estória, esse meu hábito foi fundamental. Coração Satânico tem um mistério, e perde toda a graça se nos dermos conta dele antes da hora.

Apesar do nome macabro, até a metade, mais ou menos, não há nada de muito “satânico” e as passagens de violência não me foram assustadoras. Então, não é um livro de terror. É uma estória policial investigativa, com um toque de suspense e sobrenatural. Então, quem tem medo de ler terror, não precisa temer muito “Coração Satânico”.

Ao longo da investigação Harry Angel vai se deparando com alguns rituais de magia negra. Alguns assassinatos dentro dessa “cultura” são descritos em detalhes. Talvez eu seja sangue frio demais por não ter me assustado. Mas, a narrativa na primeira pessoa, nesse personagem que é um pouco caricato, dá um tom mais leve. E, também, o autor satiriza algumas situações, colocando tons de ironia e personagens cômicos. Genial e não assustador seria a descrição mais apropriada.

Um ponto muito interessante do livro é que ele pode ser usado como Guia da Cidade de Nova York. Angels conhece tão bem a cidade e o autor faz questão de descrever cada passo dele em detalhes. Não só as ruas, mas os costumes, bares, a história de ascensão e decadência de alguns bairros. A construção de cenários é excelente, a imersão é quase instantânea.

Foto: Daniela Mattos

 

Mais sobre Coração Satânico

A obra de William Hjortsberg é um clássico, lançado originalmente em 1978 como “Falling Angel”. O livro chegou ao Brasil somente em 1997 e ficou mais conhecido pelo filme lançado no mesmo ano. Para o cinema a história recebeu o nome de “Angel’s Heart”, pra nós, “Coração Satânico”. Sempre discordo das traduções de títulos, mas considero boa a estratégia de mudar o nome neste caso. Ela tira um pouco o sentido e evita spoilers.

Foto: Daniela Mattos

O livro voltou às livrarias graças à Darkside Books. E veio com essa edição linda, que faz a gente querer o livro sem saber da história que ele contém! (meu caso! confesso) Depois de comprá-lo testei os Darklovers postando no Instagram e perguntando o que achavam da obra. O número de pessoas elogiando não só a capa foi reconfortante.

Então, recomendo muito. Se cruzar com essa capa por aí, saiba que seu conteúdo é tão bom quanto, se não melhor.