“Quando a gente abre as janelas, não tem um barulho de vida sequer. Não existem flores, não existem cores e até os pássaros já nos deixaram.”

capa-o-diario-de-myriam Resenha | O Diário de MyriamTítulo: O Diário de Myriam
Autor: Myriam Rawick, Philippe Lobjois
Tradução: Maria Clara Carneiro
Editora:  Darkside Books
Ano: 2018
Páginas: 288

Sinopse

A Guerra da Síria deixou mais de 400 mil mortos e transformou 5 milhões de pessoas em refugiadas ao longo dos últimos sete anos, impulsionando o maior deslocamento de pessoas no mundo após a Segunda Guerra Mundial. Myriam é apenas uma entre milhões de vozes que sofrem diariamente, mas suas palavras conseguem falar por muitas delas.

Resenha de O Diário de Myrian

Esse livro foi enviado como cortesia na parceria do Estação Nerd e a Darkside Books. Um grande presente para mim, fiquei muito feliz em ter acesso a essa história e poder contar aqui para vocês as minhas impressões.

É bem difícil falar sobre “O Diário de Myriam”. E por isso esperei uns dias após concluída a leitura, para deixar as ideias se assentarem.

Para quem não conhece esse livro, é o diário de uma menina, a Myriam, iniciado quando ela tinha seis anos de idade, durante o início de uma revolução/guerra em Alepo, na Síria. Em seu diário ela narra a sua trajetória entre novembro de 2011 e março de 2017.

Philippe Lobjois, um repórter de guerra francês e autor de diversos livros, decidiu ir até a cidade de Alepo quando a Guerra da Síria eclodiu, foi onde conheceu a história de Myriam. Após um mês vendo de perto o caos provocado pela guerra, ele conseguiu localizá-la e, juntos, trabalharam para dividir sua história com o mundo.

O texto em si é bem leve, escrito por uma criança, com o filtro da inocência. Ela descreve coisas que desconhece, que não entende. O problema fica para quem lê. Cada acontecimento vem carregado de significado, despertando a reflexão. Como não tenho filhos, fiquei tentando me imaginar no seu lugar, ou um dos meus sobrinhos. E o pensamento ia longe.

diario-de-myrian-rawick-1024x1024 Resenha | O Diário de Myriam

O Diáriod e Myriam, diferente do que eu esperava, não chega a ser uma história triste/dramática “de chorar”, a mim só provocou a reflexão mesmo. Sobre as guerras, as “Myriams” e esse caos provocado ou amplificado pelos países ricos, no qual civis ficam perdidos e sem escolha.

É uma leitura essencial, que acredito, todo mundo deveria ler, pra saber o que se passa naquela parte do mundo e pensar sobre tudo isso. Lembrar que tem seres humanos em meio a uma guerra. Às vezes parece que nos esquecemos disso, mesmo assistindo aos noticiários, existe um distanciamento. E ler uma história como essa nos aproxima dessa realidade.

Alguém aí já leu? Na sinopse compraram a importância do livro com o Diário de Anne Frank. Não li esse outro então não posso dizer. Quem já leu, concorda?! Contem aí nos comentários.

 

O Diário de Myriam foi lançado pela Darkside Books pela “Crânio“, a nova linha editorial da caveirinha, que pretende lançar histórias reais, fortes e fascinantes, com o objetivo é trilhar novos caminhos, mostrando que ciência, inovação, história e filosofia podem ser tão surpreendentes quanto a mais criativa obra de ficção. Muito legal, né? Já estou curiosa para ver os próximos lançamentos!