ter, 28 maio 2024

Resenha | O Guia Geek De Cinema

Publicidade

Muito se diz que um bom livro, deve acima de tudo mudar sua visão de mundo, ou pelo menos, do assunto de que se trata. “O Guia Geek de Cinema”, é um dos livros que muda a sua visão não só sobre cinema, mas sobre algumas obras específicas muito queridas, e sobre toda a história revolucionária da sétima arte, em especial, sobre o nosso querido gênero de ficção-científica.

O livro conta a história por trás de 30 filmes épicos, que todos que se interessam por ficção-científica já viram, ou pelo menos ouviram falar. Filmes que cada um de sua forma revolucionaram esse gênero. Títulos de grandes nomes como o precursor do cinema “Viagem à Lua”, o clássico “Frankenstein”, o famosíssimo “Godzilla”, o atemporal “Planeta dos Macacos”, entre tantos outros que conhecemos e amamos, agora em uma obra profunda com seus bastidores explicados, suas histórias mais íntimas e o mais sumo da história da ficção-científica no audiovisual.

Na apresentação do livro, Cláudia Fusco cita que “conformidade não é o território da ficção-científica”, e todos os filmes que são apresentados em seguida são a prova contundente disso. O livro apresenta como a ficção-científica é capaz de por si só, como gênero, trazer um mundo novo à existência, sem a necessidade de precedentes reais. É um gênero que pode de maneira surreal imaginar um mundo diferente do que vivemos, e a partir da ideia dessa existência, realmente traz a existência. E é isso que realmente faz com que esse gênero não somente seja um sucesso, como também se sobressaia dentre tantos outros.

Publicidade

O mais fascinante de tudo, é que os filmes de ficção-científica, com sua falta de compromisso com a realidade, tem o extraordinário poder de revelar o que há de mais oculto na natureza humana, de uma forma tão sutil, quase imperceptível. Quando não se tem leis para um universo, elas se criam, são tecidas como uma teia e formam uma imagem do que realmente não o filme é, mas do que nós somos. São revelados ali nossos anseios mais obscuros, nossos traumas mais sombrios, o que existe de mais oculto sobre tudo que se pensa. E é por isso que como gênero cinematográfico subestimamos tanto o poder que a ficção-científica tem sobre a arte, sobre o ser, e sobre a relação da arte com o ser.

E em cada capítulo seu, o livro relata isso de forma mais prática, mostrando os exemplos mais relatáveis o possível do poder que o cinema exerce sobre o ser humano, e da força que um ser humano exerce sobre o outro através do cinema.

“O Guia Geek de Cinema”, é uma leitura leve porém extremamente profunda, que abre nossos olhos sobre como antes de viver a realidade, nós vivemos a ficção.

Publicidade

Publicidade

Destaque

Crítica | Uma Ideia de Você

Quando refletimos sobre o estado atual do cinema, é...

The Last of Us | Jeffrey Wright aparece como Isaac em imagem da nova temporada!

A segunda temporada de The Last of Us confirmou recentemente Jeffrey Wright (Westworld)...

09 livros para ler no Dia da Toalha; Confira!

O 25 de maio finalmente chegou para que os...