Se você gosta de suspense policial e um toque de terror psicológico, esse livro é para você!

Sinopse

Em uma noite extremamente fria em Estocolmo, um homem aparece sozinho e desnorteado em uma ponte. Quando ele é encontrado, a hipotermia já toma conta de seu corpo. Ao ser levado para um hospital, descobre-se que há sete anos ele foi declarado morto.
Seu assassinato foi creditado ao serial killer Jurek Walter, que foi preso há alguns anos pelo detetive Joona Linna e sentenciado a prisão perpétua em uma ala psiquiátrica. Enquanto investiga o aparecimento desse homem e tenta entender onde ele esteve durante os últimos sete anos, evidências desconhecidas começam a aparecer e influenciar o caso que já estava arquivado.
Com capítulos curtos e ritmo alucinante, O homem de areia é um thriller envolvente sobre os limites da maldade.

livro_homem-de-areia_lars-kepler Resenha | O homem de areia, de Lars Kepler

Resenha de O homem de areia, de Lars Kepler

O homem de areia é suspense do início ao fim. E o mistério é tão bem elaborado, que no início da leitura achei que não seria esclarecido, pois mais da metade das páginas já tinham sido lidas e nada de a história indicar um esclarecimento. Mas, também quando veio foi bem surpreendente.

A solução do caso se torna óbvia, não por ser boba, mas porque os autores nos dão a oportunidade de ler nas entrelinhas e descobrir parte do mistério. Então, quando ele é revelado, o que causa surpresa são as outras camadas de mistéiro que vão sendo reveladas.

Na minha humilde opinião, os autores poderiam ter parado de contar a história algumas páginas antes do final “mesmo”, gostei mais da primeira resolução, digamos assim. Estou tentando ao máximo não dar spoilers, como vocês podem ver. Lá nas últimas páginas, essa história se tornou um tanto clichê para suspenses. Mas, o final, tenho certeza, vai agradar muita gente.

Vale acrescentar aqui que, embora o livro seja um tanto extenso e assuste pelo tamanho, a escrita dos autores é muito fluida, rápida e com capítulos curtinhos. Eu li metade do livro em poucas horas. Porque, além de ser fácil de ler, ele desperta muito a curiosidade e fica difícil de largar.

Se tenho uma crítica (bem boba) para essa história é a quantidade de personagens. São muitos e o fato de terem nomes bem esquisitos, já que são suecos, russos e etc, confunde mesmo. Mas, nada que atrapalhe a compreensão do texto. E convenhamos, é um fato que não tem como mudar, já que se trata de um livro estrangeiro.

Aliás, uma curiosidade sobre a autoria do livro. Vocês devem ter notado que fiquei repetindo “os autores” quando lá no tículo diz apenas Lars Kepler. Acontece que esse é um pseudônimo de um casal: Alexandra e Alexander Ahndoril. Os dois escrevem livros de suspense e o personagem principal, o investigador, em O homem de areia, Joona Lima, já tem seis histórias (livros) publicados.

Fiquei bem interessada em ler os outros livros do casal e recomendo muito esse aqui!

Ah! Esse livro nos foi enviado (cortesia) pela Companhia das Letras.

capa-homem-de-areia Resenha | O homem de areia, de Lars Kepler

Ficha técnica

Título: O homem de areia
Tradução: Guilherme Miranda
Editora: Companhia das Letras
Selo: Alfaguara
Lançamento: 2018
Páginas: 462