Engana-se quem pensa que o bullying, aquelas brincadeiras de mau gosto, apelidos e até mesmo agressões, não existem mais. Pelo contrário, ele existe sim, porém muitos não enxergam e outros não querem enxergar. É tratando desse tema, que o autor Danilo Leonardi construiu uma história linda, desafiadora e emocionante, nos mostrando as várias facetas dessas “brincadeiras”.

Preparados para saber mais sobre a trama?

TÍTULO: POR QUE INDIANA, JOÃO?

AUTOR: DANILO LEONARDI

EDITORA: GIZ EDITORIAL

ANO: 2014

PÁGINAS: 206

SINOPSE: João é mais um adolescente vítima de bullying no ensino médio. O garoto de 15 anos é alvo de humilhações e apelidos por ser diferente, deslocado e tímido. Porém, sua vida está prestes a mudar quando ele reage à uma briga com seu arqui-inimigo, o valentão Guilherme, derrubando-o. Com tudo gravado, o vídeo cai na rede e vira uma hit da internet, transformando o garoto tímido em uma celebridade. Confiante e seguro de si, João não percebe que tudo tem seu preço e terá que aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só na sua vida, mas sobre a vida de todos ao seu redor.

resenha-por-que-indiana-joao-2

Confesso que não criei expectativas com a leitura de “Por que Indiana, João?”, pois tratava do bullying, e imaginei que seria mais uma história no qual a vítima e o agressor se davam bem, quem batia percebia o erro e tudo terminava ótimo. Mas quebrei a cara! Não de decepção, muito pelo contrário! A trama foi tão bem construída, os personagens conseguiram ser cativantes e as referências que o autor trouxe para o livro completou a receita para uma história brilhante.

“Palavras são erros, mas maior erro seria deixar de expressar o que sinto.”

Típico de filmes da Sessão da Tarde, o início da trama já nos mostra um garoto, o João, sendo vítima de brincadeiras de mau gosto e até tendo a cabeça enfiada na privada. Daí o leitor imagina que o João sofrerá nas mão dos bullys, como são chamados os agressores, e como passe de mágica tudo se resolverá. Mas não! Após o vídeo em que o João derruba o Guilherme, o valentão, o garoto fica famoso e  dá a volta por cima. Porém, a fama tem seu preço e o João irá saber o qual. A partir daí, a história se desenrola tão bem, que a vontade de terminar a leitura do livro é enorme.

“[…] Pelo menos quando estou sozinho não preciso fingir ser alguém que não sou.”

A construção dos personagens é mais um destaque da obra do Danilo Leonardi, pois cada um teve suma importância em relação ao bullying, seja como vítima, agressor ou até mesmo a quem assiste aos atos de “brincadeiras”. Além disso, as referências a casos reais de bullying, como o Massacre de Realengo, em que um rapaz que sofria de bullying quando mais novo, atirou em vários alunos de uma escola do Rio de Janeiro, matando 12, e logo após tirando a própria vida. Esse caso  nos mostra a gravidade do tema e como ele deve ser tratado, e no livro, há possíveis soluções, mostrando como a história foi bem feita.

2016-02-08 04.02.45 1

Aliás, não posso esquecer de comentar a respeito dos assuntos tratados no livro, além do bullying. O autor mostra como a vida de um garoto, que por sinal é youtuber e adora livros, como muitos jovens no país, pode ter reviravoltas, como é viver com pais separados e encarar as questões de amizade e namoro. Há também na trama a questão do se descobrir gay e como é se aceitar, tudo isso de uma forma leve, direta e bastante envolvente.

“Ser diferente não significa ser especial.”

“Por que Indiana, João” é um livro surpreendente, bem feito e com uma história de encher os olhos, que nos apresenta as várias facetas do bullying e a gravidade que o mesmo pode causar não só com a vítima, mas com todos ao redor. Danilo Leonardi é mais uma revelação da literatura brasileira, mostrando-se capaz em escrever ótimas histórias e motivando os possíveis escritores deste país.

“João, as pessoas que nos fazem bem não vêm para subtrair. Vêm para somar.”

2016-02-08 04.11.49 1

NOTA: 5\5