Tudo o que você precisa saber sobre Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Veja nossos últimos stories

Chegou o tão aguardado momento: estreou ontem nos cinemas SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS, o mais novo filme da Marvel Studios que vem gerando grande expectativa entre os fãs e promete ser um marco de antes e depois na história do Universo Cinematográfico Marvel (MCU, em inglês).

O novo filme acompanha Shang-Chi (Simu Liu), um jovem ligado à misteriosa organização dos Dez Anéis que embarca em uma jornada de autodescoberta e reconexão com seu complexo passado familiar.

CONFIRA A CRÍTICA DO FILME

Antes de correr para o cinema e se sentar na frente da telona, aqui estão oito fatos imperdíveis sobre a história, os personagens, os bastidores do filme e muito mais. Confira!

O FILME APRESENTA UM NOVO SUPER-HERÓI DA MARVEL

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS chega aos cinemas realizando um marco: revelar ao mundo um super-herói nunca antes visto no MCU. Além disso, ele é o primeiro super-herói asiático do estúdio. Tanto para os cineastas como para o elenco, em sua maior parte de origem asiática, a entrada de Shang-Chi no MCU tem um grande impacto em termos de representação desta comunidade no cinema, abrindo um precedente importante para novas gerações.

No filme, Shang-Chi é um jovem que vive em São Franciso e, devido ao roubo de um presente que sua mãe lhe havia dado quando pequeno, viaja para Macau junto com sua melhor amiga para avisar a sua irmã do perigo que também se aproxima dela. Lá, Shang-Chi deve enfrentar o passado que ele pensava ter deixado para trás. Ao ser atraído para a rede da misteriosa organização dos Dez Anéis liderada por seu pai, Shang-Chi percebe que deve deter a ele e aos membros de sua organização.

- Advertisement -

E GIRA EM TORNO DE UMA ORGANIZAÇÃO MÍTICA

Além de dar vida ao personagem de Shang-Chi, os cineastas do filme também mergulharam nos valiosos arquivos de quadrinhos da Marvel para incorporar à história um elemento pouco explorado até agora no MCU: a organização dos Dez Anéis.

No filme, Shang-Chi tem uma estreita conexão familiar com a organização, mencionada pela primeira vez no MCU em 2008 como parte da trama de HOMEM DE FERRO e retomada cinco anos depois em HOMEM DE FERRO 3 com uma surpreendente reviravolta na história. “Quando falamos sobre trazer para a tela a pessoa por trás da organização dos Dez Anéis, dissemos que queríamos fazê-lo quando sentíssemos que poderíamos fazer justiça ao personagem e mostrar sua complexidade”, explica o produtor Kevin Feige, e completa: “Essa é a diversão do MCU nesta fase. Podemos fazer um filme como SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS e apresentar um novo herói ao mundo, mas o título também conecta com o começo do MCU, que abre a porta para a exploração da organização e quem realmente está por trás dela”.

A HISTÓRIA É CRUZADA PELAS CULTURAS DO ORIENTE E OCIDENTE

A intrigante trama do filme leva o público das ruas de São Francisco dos dias atuais até a pequena e milenar vila de Ta Lo, no coração da Ásia. Assim, por meio dos diversos acontecimentos que vão se sucedendo e das revelações que são feitas dos personagens e suas histórias de vida, ocorre um encontro único entre a cultura asiático-americana e as diversas culturas do antigo continente, apresentando personagens que honram suas raízes e ao mesmo tempo são atuais e convidam a uma rápida identificação com eles por parte do público.

O PÚBLICO CONHECERÁ NOVOS TALENTOS

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS fará o mundo inteiro conhecer o ator sino-canadense Simu Liu. Depois de se juntar ao elenco da série canadense Kim’s Convenience, o papel de Shang-Chi marca a estreia de Liu no cinema. Por sua vez, o público irá conhecer a atriz de origem chinesa Meng’er Zhang, que interpreta Xialing, irmã de Shang-Chi. Zhang conta com uma experiência em teatro e teatro musical, em sua cidade natal de Nanjing. “Xialing é alguém com quem você não quer mexer, até Shang-Chi sabe que não deve incomodá-la. É uma mulher muito dura e independente, fria por fora, mas tem uma parte calorosa e frágil no fundo. Ela teve uma infância traumática, mas não afundou, ficou mais forte. É como uma flor que sobrevive ao inverno mais frio”, diz Zhang sobre sua personagem.

LENDAS DO CINEMA ASIÁTICO FAZEM PARTE DO FILME

Junto com novos talentos, o filme conta com a participação de atores e atrizes de extensa trajetória que são ícones do cinema asiático. O personagem de Xu Wenwu, pai de Shang-Chi, é interpretado pelo lendário ator de Hong Kong Tony Leung, conhecido por sua contínua colaboração artística com o icônico diretor chinês Wong Kar-Wai. Entre outros, Leung participou de filmes como Amor à Flor da PeleO Grande Mestre Amores Expressos. Trabalhar com o renomado ator foi muito emocionante para Simu Liu. “Estava muito ansioso para conhecer Tony. Não sabia o que esperar, mas quando o conheci, ele tinha um sorriso tão cativante e um carisma tão caloroso que imediatamente me senti completamente à vontade. Ele é o ser humano mais doce, bondoso e gentil, além de ser uma lenda do cinema”, confessa Liu.

O filme também inclui a atriz malaia Michelle Yeoh, que interpreta Ying Nan, tia de Shang-Chi, e é mundialmente conhecida por sua participação em filmes como 007 – O Amanhã Nunca MorreO Tigre e o Dragão e Memórias de uma Geisha.

AS ARTES MARCIAIS ESTÃO NO CENTRO DA CENA

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS é uma verdadeira homenagem às artes marciais. O filme conta com várias cenas de lutas, nas quais se combinam diferentes disciplinas e técnicas. Para a equipe de criação, a autenticidade destes cenas foi fundamental desde o início. “Foi um pouco complicado porque era necessário ter uma variedade de estilos e técnicas de artes marciais. Fizemos uma busca global por coordenadores de dublês e cenas de ação, coordenadores de lutas e diretores de segunda unidade que haviam feito este tipo de filme antes”, explica o produtor executivo Charles Newirth. Assim, a equipe foi acompanhada por coreógrafos especialistas de todo o mundo, bem como cavaleiros e arqueiros da Mongólia e artistas de movimento e mestres de parkour dos Estados Unidos, Austrália e Canadá.

Por sua vez, Shang-Chi, treinado desde a infância como uma verdadeira “arma humana”, exibe uma variedade de estilos e técnicas em sua luta. “Aprendi com os melhores do mundo. Passamos por quase todos os estilos imagináveis, desde o tradicional Kung Fu chinês, elementos de Wushu e Hong Quan, mas também mudamos para o sudeste asiático e exploramos o Muay Thai e Silat, Krav Maga e Jiu-Jitsu, além do boxe e lutas de rua”, diz Simu Liu sobre os treinos para o papel.

O CINEMA ASIÁTICO TEM UMA FORTE INFLUÊNCIA

Tanto os produtores como o diretos e as equipes das diversas áreas criativas sabiam desde o início que o cinema asiático seria uma grande influência no filme. “Tirar inspiração de filmes de artes marciais nos permitiu levar este filme para um lugar diferente e injetar um sabor distinto do que tínhamos visto antes. O filme tem o que o público espera e ama em um filme da Marvel, mas com uma perspectiva completamente única, totalmente orgânica para o personagem e o mundo”, diz o produtor Jonathan Schwartz.

Sue Chan, a designer de Produção do filme, diz que cresceu assistindo filmes de Kung Fu nos cinemas chineses no bairro Chinatown, em Nova York. Seus pais também levavam para casa fitas VHS, então ela cresceu com Jackie Chan, Bruce Lee e outras estrelas das artes marciais. Ao embarcar neste projeto, Chan se inspirou no trabalho do visionário diretor chinês Zhang Yimou e nos filmes do diretor taiwanês Ang Lee, bem como nos épicos de ação de Hong Kong, observando estruturalmente como esses filmes eram rodados. “Percebi que, para filmar Kung Fu e outras artes marciais, precisamos de muitas tomadas que começam desde cima, então o chão realmente importa. Além disso, é preciso ter certeza de que o set é construído de maneira que as colunas e paredes possam ser usadas bem como os móveis”, diz Chan.

O FILME FARÁ HISTÓRIA DENTRO DO MCU

Devido ao seu impacto em termos de representação asiática, bem como às particularidades da história e a estética singular que percorre, SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS, sem dúvida, está deixando uma marca muito especial na história do MCU. Os fãs não serão somente testemunhas de tudo isso, mas também encontrarão na tela tudo o que amam e valorizam em um filme da Marvel. E quando saírem do cinema, voltarão para casa pensando nesse novo super-herói que os conquistou para sempre.

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS já está disponível nas salas de cinema de todo o Brasil.

Uillian Magelahttps://estacaonerd.com
Co-Fundador do Estação Nerd. Palestrante, empreendedor e sith! No momento, criando meu sabre de luz para cortar a lua ao meio. A, SEMPRE escolha a pílula azul. Não faça como eu!

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Maligno – Confira a crítica do filme Crítica – O Mauritano What If…? – Confira os easter eggs do sexto episódio! Crítica – The Voyeurs Confira 10 séries imperdíveis no Star+ Crítica – Sex Education: 3ª Temporada