CCXP Worlds alcança 113 países com mais de 250 lives simultâneas

Veja nossos últimos stories

A CCXP ganhou o mundo. Considerado o maior festival de cultura pop do planeta desde 2018, o evento, que no ano passado recebeu mais de 280 mil pessoas na cidade de São Paulo, neste ano totalmente atípico e digital de 2020 atravessou oceanos e chegou em 113 países. Com o propósito de espalhar esperança e contar as principais novidades do mercado de entretenimento pelo mundo, a CCXP Worlds: A Journey of Hope atraiu atenção de 1,5 milhão de pessoas que navegaram pelos 12 mundos virtuais do festival. Foram mais de 150 horas de conteúdos programados em cinco palcos – Thunder Arena, Artists’ Valley, Creatos & Cosplay Universe, Oi Game Arena e Omelete Stage by Santander – e o público ainda foi brindado com até 250 lives diárias de quadrinistas que participavam das mesas virtuais e não abriram mão de interagir com os fãs. Em uma edição histórica marcada pela diversidade e o uso de tecnologia, a CCXP termina neste domingo, 6, mas quem adquiriu os pacotes Digital, Home e Epic Experience de ingressos ainda pode rever todo o conteúdo até o dia 13 de dezembro. Entre as novidades deste último dia, a organização já confirma próxima edição e anuncia as datas: de 2 a 5 de dezembro de 2021.

“Foi preciso muita coragem para, em um ano como 2020, colocar de pé um festival virtual do tamanho da CCXP Worlds. Com a nossa plataforma, mais uma vez mostramos que para nós a experiência do fã está sempre em primeiro lugar. Levamos nossa marca, o Brasil e todos os parceiros para o mundo. Foi um formato que deu muito certo e, muito provavelmente, estará nos nossos planos combinar o virtual com o presencial nas próximas edições”, adianta Pierre Mantovani, CEO da CCXP. Já para CMO do festival, Roberto Fabri, a tecnologia desenvolvida para a CCXP Worlds foi um dos pontos altos desta edição. “Nosso principal objetivo era proporcionar ao fã uma experiência nova e divertida, que o mantivesse como protagonista do festival. Foram três meses de trabalho intenso, com grandes
profissionais que deram seu melhor para criar os mundos mágicos da CCXP, onde não existe limite para o extraordinário. Não é exagero dizer que revolucionamos os eventos virtuais e a resposta do público não poderia ter sido melhor”, comemora.

Ao longo dos três dias de CCXP Worlds, a diversidade foi a grande marca do festival. Tanto em frente às câmeras, com apresentadores e convidados, quanto nas mesas do Artists’ Valley e nos temas dos painéis. Se o feminismo foi uma das grandes pautas desta edição, como público as mulheres também compareceram em peso e corresponderam a 45% dos cadastrados na plataforma, contra 55% dos
homens, somando 1,5 milhão de pessoas navegando pela plataforma e com picos de 350 mil usuários simultâneos.

Nas redes sociais proprietárias, foram mais de mil conteúdos postados com um alcance de 52 milhões de pessoas. Mesmo sem os números totais consolidados – já que o conteúdo da plataforma permanece no ar até 13 de dezembro – é possível dizer que o maior alcance geral até o momento, incluindo as redes sociais, foi na China, onde a CCXP impactou 10 milhões de pessoas. Pelo quarto ano consecutivo, a Oi patrocinou e conectou o festival com sua rede, suportada por uma infraestrutura de 31 km de fibra dedicada, tornando possível a conexão do mundo “real” com o virtual. O volume trafegado na rede da Oi durante a CCXP Worlds foi de mais de 7 TB (terabytes) em três dias de evento.

Conteúdos de destaque e artistas de peso

Com a retomada do mercado de entretenimento, a CCXP Worlds foi palco de anúncios dos principais estúdios do Brasil e do mundo. A lista de celebridades que passaram por esta edição inclui Penélope Cruz, Gal Gadot, Pedro Pascal, Jessica Chastain, Fan BingBing, Henry Golding, Milla Jovovich, J.K. Simmons, Lana Parrilla, Vince Vaughn, Kathryn Newton, Dafne Keen e Edgar Vivar, entre outros. Entre
os diretores, o destaque foi a participação dos irmãos Joe e Anthony Russo, que lembraram os anos na franquia que arrecadou a maior bilheteria do cinema mundial, ‘Vingadores: Ultimato’. Os fãs dos quadrinhos foram beneficiados com a edição virtual, que permitiu a participação de artistas muito requisitados pelos fãs, como o convidado de honra, Neil Gaiman, e grandes nomes como Art Spiegelman, Trina Robbins e Tom King. Ao todo, foram mais de mil convidados entre criadores de conteúdo, gamers, artistas dos quadrinhos, celebridades e profissionais do mercado que contribuíram para transformar a CCXP Worlds em uma verdadeira celebração da esperança e da cultura pop.

Uillian Magelahttps://estacaonerd.com
Co-Fundador do Estação Nerd. Palestrante, empreendedor e sith! No momento, criando meu sabre de luz para cortar a lua ao meio. A, SEMPRE escolha a pílula azul. Não faça como eu!

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Matrix Resurrections – Confira o trailer final do filme Gavião Arqueiro – Confira a análise do terceiro episódio! Chucky – Confira a crítica do episódio 6 Ataque dos Cães – Confira a crítica do filme La Casa de Papel – Confira a crítica da temporada final The Beatles: Get Back – Razões para assistir