Crítica | Amor Sem Medida

Veja nossos últimos stories

Estreou recentemente na Netflix a nova comédia nacional, Amor Sem Medida. A produção é um remake do filme argentino Corazón de León de 2013, que conta uma inusitada história: A advogada divorciada, Ivana (Juliana Paes), se apaixona pelo carismático e conceituado cardiologista Ricardo Leão (Leandro Hassum), após ela acidentalmente perder seu celular. Contudo, a diferença exorbitante de suas alturas faz com que as coisas fiquem complicadas, principalmente em relação à família de Ivana. Será que ela está pronta para ouvir seu coração em vez de sua família?

Netflix/Divulgação

Amor Sem Medida é um filme com altos e baixos em sua narrativa (perdoem o trocadilho). A produção trata sobre preconceito e aceitação das diferenças, mas escalou um ator de 1,80 m para viver uma pessoa com nanismo. O que é algo irônico, afinal poderiam ter chamado um ator com essas característica. Mas mesmo com essa falha, a produção trata sobre o delicado tema de modo divertido e leve. As piadas do roteiro escrito pelo diretor Ale McHaddo, criador das série Nilba e os Desastronautas, funcionam na maioria das vezes e divertem. Todas as situações de humor que se referem as situações comuns que pessoas com nanismo passam diariamente. São apresentados de modo que não é ofensivo. Um belo trabalho do roteiro e da direção, que conseguem fazer humor com respeito de modo politicamente correto.

A construção de alguns personagens da trama e de alguns arcos é irregular. Alguns funcionam, outros não. O romance entre os protagonistas é apresentado de modo muito acelerado e pouco convincente, em especial quando comparamos com o que vemos na história original. Dos personagens apresentados, o melhor (e mais divertido) é o personagem vivido por Rafael Portugal (Peçanha contra o Animal). O ator rouba as cenas em que participa, no quesito carisma Leandro Hassum e Juliana Paiva também estão bem em seus personagens e com o tempo até gostamos do casal formado por eles. O romance construído pelo texto de McHaddo é uma verdadeira colcha de clichês, que são bem inseridos. Se os elementos não são originais, ao menos funcionam na proposta criada e não causam problemas.

Os cenários são muito bem explorados no filme e as músicas acrescentam muito a história, casando bem com a cena apresentada. Os efeitos especiais, relacionados à altura do personagem de Hassum, funcionam principalmente nos planos mais abertos. O maior problema da história, são alguns erros de edição, mas nada tão grave, que vá atrapalhar a experiência.

Amor Sem Medida é uma comédia divertida e com uma mensagem social importante. Mesmo com algumas falhas aqui e ali. A produção deve agradar o público que busca um bom entretenimento para ver com toda família. Assista!

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Chucky – Confira a crítica do episódio 5 Casa Gucci – Confira a crítica do filme, por André Guerra Casa Gucci – Confira a crítica do filme La Casa de Papel 5 – Confira o título dos episódios finais Os 10 grandes lançamentos da Netflix em Dezembro de 2021 Gavião Arqueiro – Confira os easter eggs dos primeiros episódios