sex, 19 julho 2024

Crítica | Bad Boys: Até O Fim

Publicidade

Em Bad Boys 4, os polícias de Miami, Mike Lowrey e Marcus Burnett, embarcam em uma perigosa missão para limpar o nome do falecido capitão da polícia. A nova aventura chega aos cinemas com o único intuito: entreter e divertir e consegue isso com esmero! A dupla de protagonistas, vividos por Will Smith (Aladdin) e Martin Lawrence (Vovó… Zona), são o grande trunfo desta sequência.

Os diretores Adil El Arbi e Bilall Fallah (Rebel) constroem cenas de ação pra lá de criativas. A dupla usa drones e ângulos impensáveis para construir cenas espetaculares. O uso da violência não é gratuito e aparece nas três principais cenas de ação deixando elas bastante alucinantes, destaque para a que acontece na fazenda de jacarés. Os diretores ainda usaram e abusaram das ideias mais alucinantes que o roteiro de Chris Bremner (O Homem de Toronto) e Will Beall (Aquaman) tiveram e constroem uma narrativa exagerada e turbulenta, que diverte muito o espectador fã da franquia e de filmes de ação.

Se o roteiro acerta nas cenas de ação, peca em não dar espaço ao elenco coadjuvante e, principalmente, em não levar tão a sério os acontecimentos do filme anterior. Personagens como Rita (Paola Núñez), Kelly (Vanessa Hudgens) e Dorn (Alexander Ludwig) que foram apresentados como a nova geração de Bad Boys, acabam sendo relegados a meros ajudantes da dupla protagonista. Já Rhea Seehorn (Better Call Saul), que entra na trama como filha do finado Capitão Conrad Howard, tem todo seu talento desperdiçado e sua presença na história e quase nula. A produção não dá espaço para que os outros personagens desenvolvam seus arcos. O que faz Smith e Lawrence terem que segurar/carregar o filme durante toda a projeção. Para nossa sorte mesmo depois de quase 30 anos, a química de Smith e Lawrence segue forte e os dois continuam formando uma ótima dupla na telona.

Publicidade

Elementos como a motivação do vilão, a dualidade do filho do protagonista, crise de ansiedade, idade avançada dos heróis até surgem na narrativa, mas são deixadas em segundo plano em prol de explorar a dinâmica da dupla que segue se divertindo ao entoar a plenos pulmões diálogos bobos, ácidos e cafonas, que vão divertir o público.

Bad Boys: Até o Fim mostra que a franquia ainda tem muito a oferecer no quesito diversão e entretenimento. Este é um filme exagerado, inquietante e pra lá de inventivo! Que uma nova aventura com Will Smith e Martin Lawrence não demore em ser anunciada.

Publicidade

Publicidade

Destaque

Divertida Mente 2 | Disney confirma sequência da animação!

Divertida Mente é sem dúvidas um dos maiores sucessos...

Crítica | Hachiko: Para Sempre

Histórias com cachorrinhos sempre são um tópico sensível para...

Crítica | The Acolyte

      Star Wars possui um legado imenso e seria redundante...

Crítica | A Filha do Pescador

Em A Filha do Pescador (La Estrategia del Mero),...
Hiccaro Rodrigues
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]
Em Bad Boys 4, os polícias de Miami, Mike Lowrey e Marcus Burnett, embarcam em uma perigosa missão para limpar o nome do falecido capitão da polícia. A nova aventura chega aos cinemas com o único intuito: entreter e divertir e consegue isso com esmero! A dupla...Crítica | Bad Boys: Até O Fim