ter, 20 fevereiro 2024

Crítica | Fada Madrinha

Publicidade

O que Malévola e Viva: A Vida é uma Festa tem em comum com Fada Madrinha, a nova comédia do Disney+ ? Todas elas são produções da Disney e focam em um final feliz, diferente do convencional. O que é bom, afinal de contas há diversas maneiras de ser feliz. A obra segue uma simples premissa: Uma fada madrinha jovem e inexperiente se aventura por conta própria para provar seu valor rastreando uma jovem cujo pedido de ajuda foi ignorado.

Foto: Disney+/Divulgação

O grande nome do filme é a atriz Jillian Bell, que no filme abusa do seu carisma para encantar e divertir com as melhores piadas do longa. Os demais personagens estão presentes para cumprir seu papel dentro da narrativa, que é bem elaborada, mas se prolonga demais em alguns momentos. Os dramas apresentados soam críveis e são tocantes, assim como o terceiro ato que é o melhor de todos. Além do tempo exagerado (quase duas horas de filme), o longa apresenta algumas situações típicas e pra lá de clichês. São situações triviais que acabam tirando força da trama, não fazem o filme se tornar ruim, mas são muito previsíveis e batidas. A construção do mundo das fadas é tímida e pouco é visto desse mundo, o CGI usado na construção de Gary é eficiente e agrada. A direção de Sharon Maguire (O Bebê de Bridget Jones) é eficiente e não inventa muito nas tomadas, erra numa edição de cena aqui e ali, mas nada muito preocupante ou que atrapalhe o andamento da história.

Foto: Disney+/Divulgação

O ponto mais positivo desse filme, além da presença encantadora de Bell, é a releitura que o roteiro da dupla Melissa Stack e Kari Granlund (A Dama e o Vagabundo, 2019) faz. Fada Madrinha tem todo o encanto familiar de clássicos da Disney, mas quebra as velhas convenções do gênero. Mostrando que encontrar um príncipe encantado e ter o vestido mais bonito não são sinônimo de felicidade absoluta, como antigamente sempre foi pregado pela própria Disney. As piadas funcionam e são inseridas nos momentos certos pelo roteiro afiado deste filme que tem belas lições para passar.

Publicidade

Fada Madrinha é uma divertida adaptação de contos de fadas para os dias atuais, que vale muito a pena ser vista. Afinal de contas a felicidade é feita de pequenas alegrias do dia a dia, e com certeza esse longa irá contribuir para o seu dia seja um pouco melhor.

Publicidade

Publicidade

Destaque

Crítica | Todos Nós Desconhecidos (All of Us Strangers)

Escrito e dirigido por Andrew Haigh (Looking), All of...

Semana do Cinema: Cinemark participa da primeira edição de 2024 com ingressos por R$12

A Cinemark é uma das redes exibidoras participantes da próxima edição...

Crítica | Orion e o Escuro

Existem inúmeros filmes e diretores que têm o hábito...
Hiccaro Rodrigues
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]
O que Malévola e Viva: A Vida é uma Festa tem em comum com Fada Madrinha, a nova comédia do Disney+ ? Todas elas são produções da Disney e focam em um final feliz, diferente do convencional. O que é bom, afinal de contas há diversas...Crítica | Fada Madrinha